cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 
Hylli
Aronguejo
Aronguejo

Porque o Brasil sempre "faz feio" em mundial ????

Ir para a solução

 Fala rapaziada suave? Tava pensando aqui esses dias, cara, somos tão fâns de e-esport do que qualquer um deles, e porque quando entramos no mundial, sempre somos os mais fracos ? 

 Eu gosto e aprovo o sistema do CBLOL realmente sempre celeciona o melhor time do pais.

 As Mecanicas dos Br's são top vei, em mecanica somos melhores que muitos gringos ai ... Mas ainda sim a vitória nunca vem lá fora ...

 

Fico triste quando escuto de um pro player gringo, dizendo que fica feliz quando cai na msm chave que o Braisl, pois sabem que não somos uma ameaça para se qualificar.

  O que que falta ????

1 SOLUÇÃO ACEITA

Soluções aceitas
Real Caffrey
Arauto
Arauto
Em primeiro lugar, a culpa é nossa. A SoloQ brasileira é uma lata de LlXO que se enche por baixo. Conforme vão surgindo novos jogadores na base, eles empurram os jogadores ruins pra cima e esses jogadores ruins alcançam elos mais altos sem a menor noção de jogo. Faça o teste, você que é adolescente e tem poucas obrigações: jogue todo dia, o dia todo. Fatalmente você vai chegar ao Diamante. Demora um pouco mais ou um pouco menos, mas chega. E os jogadores profissionais saem dessas filas ranqueadas péssimas e de nível baixo.

Outra coisa: nós temos muita dificuldade de nos adaptar ao meta. Surgem os novos patches que colocam novos campeões em evidência e nós sempre estamos atrasados. Na onda do Sona + Taric, por exemplo, começamos a usar a dupla quando a Coreia já tinha deixado de usar há cerca de três meses. A prioridade na Kai'sa não tem aparecido no nosso cenário competitivo, nem na Xayah. Na mid lane, a Coreia tem priorizado Ryze, Syndra e até Tristana. No Brasil, nós jogamos de Sylas (? - não está no meta nessa posição há meses), Zoe (? - meta de 10 updates atrás) e Akali.

Sim, é chato assistir todo jodo Xayah v. Kai'sa, Gragas v. Lee Sin, Ryze v. Syndra, Renekton v. qualquer coisa, é chato. Os campeões no Mundial têm sido sempre, sempre os mesmos. É chato, mas é o meta. No Brasil, não temos isso. Não temos nada disso. Não acompanhamos o cenário internacional, não vemos o que o mundo está fazendo. O objetivo é ganhar o CBLoL. Depois... que Deus nos defenda. Isso fica expresso também pelo fato de as outras equipes terem se recusado a treinar contra o Flamengo na semifinal do CBLoL. O objetivo é ganhar a liga nacional. Ninguém se preocupa com os campeonatos internacionais.

O Flamengo é, sem sombra de dúvidas, a melhor equipe do nosso cenário. Passeou no CBLoL, pra variar. A final foi complexa contra a INTZ, porque esta é uma equipe que cresce muito em decisões, mas que faz fases de pontos péssimas, sofríveis, classificando-se somente nas últimas rodadas. O brTT é um expoente, talvez o maior nome do League of Legends da história do cenário nacional. O Luci é um suporte de muito nível, e o Shrimp é um caçador à frente do seu tempo. O Goku fez grandes jogos no Mundial, mas a participação do Robo foi ridícula, bisonha.

Os brasileiros têm uma certa resistência de fazer o que dá certo. A RNG joga pro ADC todas as partidas, sempre, sem parar, e vence suas partidas. O fato de uma equipe ser facilmente lida não significa que ela é facilmente counterável. Jogar pro top, pelo Flamengo, foi uma péssima decisão. No cenário nacional, fez sentido (perderam o primeiro split do CBLoL), mas, vai pra fora, volta a jogar pro cara que não carrega peso nenhum nas costas. O brTT é o líder da equipe. As equipes têm que se adaptar ao que se faz lá fora e explorar seus pontos fortes.

Ver Resposta em Destaque no post original

16 RESPOSTAS
Joluan
Dragão
Dragão
falta tudo


qualquer campeão tem skin ultimate, basta vc comprar 3 skins dele
menos vc ornn
Hakkum
Arauto
Arauto
Os cara só querem ganhar o CBLOL e fds...
Sinuka
Arauto
Arauto
eu acho que falta profissionalismo, muitos jogadores acham que é brincadeira, e isso é algo que precisa mudar, não tenho muita autoridade para falar, n sou high elo nem nada, porém no meu ponto de vista, falta mais foco, estudar mais, aprender mais com os gringos.
~ te pego pela cabeça e te joooj ~
hoje em dia, os jogadores brasileiros que estão no nível de grandes jogadores lá de fora da pra se contar nos dedos.
~ te pego pela cabeça e te joooj ~
Bar do Lost
Aronguejo
Aronguejo
Jogadores bons e dedicados, uma ótima comissão técnica e profissionalismo.
Fidora Hat
Arauto
Arauto
Individualmente a mecânica é muito boa sim, o que falta é mais teamwork
Ué mano falta ser bom o suficiente simplesmente isso, n basta gostar. Essa sua pergunta é igual tu me perguntar "pq eu n sou bonito?", "pq vc é feio oras" isso engloba bastantes detalhes mas é basicamente isso.

Seria uma pergunta boba se a diferença não fosse tão absurda entre nós e eles, tem algo faltando, e já está na hora de mudar isso ae
Real Caffrey
Arauto
Arauto
Em primeiro lugar, a culpa é nossa. A SoloQ brasileira é uma lata de LlXO que se enche por baixo. Conforme vão surgindo novos jogadores na base, eles empurram os jogadores ruins pra cima e esses jogadores ruins alcançam elos mais altos sem a menor noção de jogo. Faça o teste, você que é adolescente e tem poucas obrigações: jogue todo dia, o dia todo. Fatalmente você vai chegar ao Diamante. Demora um pouco mais ou um pouco menos, mas chega. E os jogadores profissionais saem dessas filas ranqueadas péssimas e de nível baixo.

Outra coisa: nós temos muita dificuldade de nos adaptar ao meta. Surgem os novos patches que colocam novos campeões em evidência e nós sempre estamos atrasados. Na onda do Sona + Taric, por exemplo, começamos a usar a dupla quando a Coreia já tinha deixado de usar há cerca de três meses. A prioridade na Kai'sa não tem aparecido no nosso cenário competitivo, nem na Xayah. Na mid lane, a Coreia tem priorizado Ryze, Syndra e até Tristana. No Brasil, nós jogamos de Sylas (? - não está no meta nessa posição há meses), Zoe (? - meta de 10 updates atrás) e Akali.

Sim, é chato assistir todo jodo Xayah v. Kai'sa, Gragas v. Lee Sin, Ryze v. Syndra, Renekton v. qualquer coisa, é chato. Os campeões no Mundial têm sido sempre, sempre os mesmos. É chato, mas é o meta. No Brasil, não temos isso. Não temos nada disso. Não acompanhamos o cenário internacional, não vemos o que o mundo está fazendo. O objetivo é ganhar o CBLoL. Depois... que Deus nos defenda. Isso fica expresso também pelo fato de as outras equipes terem se recusado a treinar contra o Flamengo na semifinal do CBLoL. O objetivo é ganhar a liga nacional. Ninguém se preocupa com os campeonatos internacionais.

O Flamengo é, sem sombra de dúvidas, a melhor equipe do nosso cenário. Passeou no CBLoL, pra variar. A final foi complexa contra a INTZ, porque esta é uma equipe que cresce muito em decisões, mas que faz fases de pontos péssimas, sofríveis, classificando-se somente nas últimas rodadas. O brTT é um expoente, talvez o maior nome do League of Legends da história do cenário nacional. O Luci é um suporte de muito nível, e o Shrimp é um caçador à frente do seu tempo. O Goku fez grandes jogos no Mundial, mas a participação do Robo foi ridícula, bisonha.

Os brasileiros têm uma certa resistência de fazer o que dá certo. A RNG joga pro ADC todas as partidas, sempre, sem parar, e vence suas partidas. O fato de uma equipe ser facilmente lida não significa que ela é facilmente counterável. Jogar pro top, pelo Flamengo, foi uma péssima decisão. No cenário nacional, fez sentido (perderam o primeiro split do CBLoL), mas, vai pra fora, volta a jogar pro cara que não carrega peso nenhum nas costas. O brTT é o líder da equipe. As equipes têm que se adaptar ao que se faz lá fora e explorar seus pontos fortes.

Ver Resposta em Destaque no post original

Coach Dekinho
Arauto
Arauto
Porque brasileiro é ruim e não tem mecânica nem macro game.

Discordo. Só vejo selecionaram os piores caras e darem pouca importância a analista e coach
Sir Jonas
Arauto
Arauto
E aí Rakkes, suave?

Cara, antes mesmo de falar do competitivo, eu acho que a nossa base é muito tóxica. Os jogadores não sabem assumir erros e jogar em equipe. Assim o jogador de soloq, que pode virar um pro no futuro, não evolui. Sem contar os inúmeros "tiltadores" extremamente tóxicos da nossa comunidade.

Além disso falta incentivo da riot e das organizações para que os jogadores de soloq tenham boa conduta e treinem de vdd. Faltam torneios regionais, campeonatos pequenos, ou coisa do tipo, para incentivar que os jogadores se comuniquem e joguem como time. Se você joga em um time pra ganhar você é obrigado a ter boa conduta.

Mas uma coisa que eu acho que falta muito é companheirismo entre organizações. A china era uma das piores regiões do cenário, então eles se uniram para tentar melhorar a região durante o mundial, se uniram pra fazer bootcamps em massa, e, principalmente, eles tem o sistema de franquias, que permite que os times invistam em JOGADORES e testem coisas novas.

São inúmeros fatos que fazem com que a gente não seja bom lá fora... E nada é feito pra mudar.
TheRVNNT
Tropa
Tropa
Creio que é pela cultura diferente e relaxada. Afinal não é só nos E-Sports que o Brasil é desprezado.
payphone2
Arauto
Arauto

Nego Viaja em falar que o problema do br é o tilt kkkkk na koreia qqr coisinha é open mid .

 Brasileiro é ruim , ao menos ngm liga pra mundial de jogo de boneco colorido ..., no Futebol onde realmente importa somos lendas, a seleção mais bem sucedida historicamente .

nick>payphone
Falta identidade, descobrir um jeito de jogar, cada região tem um jeito e o BR copia um pouco de cada e não dá em nada.
Soloq não influencia tanto assim, é mais um questão mecânica do que qualquer outra coisa, pro player não tem que aprender estrategia do jogo em Soloq, questões estratégicas e de visão de jogo se aprende com treino em time e estudo sobre o jogo...
C4p3t0
Tropa
Tropa
simples, acham que cabelo rosa, sobrancelha raspada,pegar na bunda da mulherada e outras merdas fazem eles serem melhores....... vai sempre ser nessa porcaria, falta técnico com pulso e menos trolagem.