cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 
Highlighted
Aronguejo
Aronguejo

#2 FANFIC - Kennen : Espírito do Trovão

O vento açoitava o seu rosto e o sol batia por uma última vez sobre os templos sagrados ionianos. Kennen estava exatamente onde devia e esta seria sua prova final. Naquele dia se tornaria outro indivíduo.

No passado havia derrotado centenas de adversários desde o momento que chegou em Ionia até durante sua formação ao mestrado das artes marciais, causando fúria de todos os nativos; sendo um yordle, era inadmissível para um povo tão disciplinado, perder para essas “criaturinhas”.

Porém sua dedicação o transformou no melhor guerreiro, não o mais querido. Todo este isolamento o moldou deixando-o forte, enraivecido e impiedoso. Em seu ápice já eliminava seus adversários em fração de segundos.

Numa noite foi visitado inesperadamente por Neferis, a oráculo:

- Olá guerreiro, está cansado de ser fraco?

Por um momento ele cogitou em lhe arrancar um perdão, porém hesitou ante a coragem da anciã:                                    - Acho que cometeu um engano, velha, sou o mais forte entre todos.                                                                                       – e ainda o mais fraco...                                                                                                                                                          Depois do silêncio sentiu-se exposto, parecia que a velha havia entrado em seu ser e esquadrinhado sua alma.             – venho pelos espíritos, você foi escolhido para a missão do equilíbrio. Não diga nada! Venha encontra-me.

 Kennen permaneceu sem reação enquanto furtivamente a velha saía. 

 

A floresta era densa, e em sua escuridão tudo parecia se mover, era como se um portal místico se abria sempre que anoitecia, liberando criaturas, justificando o melindre dos caçadores de Ionia.

Kennen amaldiçoou a terra por ter que cruzar a floresta para ver a oráculo. Depois de chegar em sua casa cercada por velas rústicas, onde um grupo de fadas criava um rastro luminoso, encontrou-a em uma fogueira... Conversando sozinha?.

-Muito bem criança... Agora tome. Entregou-lhe um pergaminho.

Não era qualquer um, era o pergaminho perdido da elevação do ki, Karpa Yan Jhu. considerado raro por todos e essencial para os pacíficos. Indagou-se como ela tinha tal item.

-Agora o decore!

Leu cada passo e estudo de meditação, as meditações era medidas por nível, a cada estágio, liberava um fluxo de seu corpo, mente e/ou espírito. As vezes parecia que seus reflexos aumentavam, ou que liberava um espaço a mais em seu cérebro,

Um mundo de abriu-se diante de Kennen e aquele sacrifício ao poder já não parecia impossível. A partir do nível 3 exigia-se mais de Kennen seja de concentração, seja de sequência de movimentos. No Nível 4 sentiu total desapego a tudo, o que trouxe um tremendo alívio e prazer, não era o mesmo, sabia. No último nível, o 5 , sua alma era a mesma partícula que o céu, a terra, as plantas e animais.

Satisfeito com o resultado, retornou a suas atividades, já diferente, porém sem gosto pela luta, tudo isso era tremendamente estranho.

Ignorando o sentimento preparou-se para as lutas do dojo, a princípio perceberam uma diferença, o que não diminuía o medo por ele, colocaram o mais novo para lutar com Kennen. A luta acabou em poucos minutos com um massacre do adversário e Kennen estirado do chão, durante o confronto não sabia o que fazer, nem como se defender, era como se todo seu conhecimento nas artes marciais tivesse desaparecido, já cientes da situação todos se candidataram para lutar com o yordle. Não podia fugir, havia uma tradição, quanto a ser desafiado. E mesmo que tudo fosse horrível, não sujaria seu nome. Foi verdadeiramente espancado e humilhado. Acabando o seu dever foi para a floresta gritar aos céus por sua desgraça, enquanto a chuva fazia companhia as lágrimas de seu rosto. Dormiu no relento,

 

Na manhã seguinte conectou-se a natureza e descobriu um riacho mergulhando fundo tentando, quem sabe limpar a alma, ouviu de seu interior um chamado para algo, as profundezas de uma tempestade.

“Ó Guerreiro, já conhecedor do ímpeto agressivo e profundo em áurea natural, és pronto agora para defender o equilíbrio, com sua forma desde os princípios anterior a esta vida”

Saiu das águas, compelido a ir em direção a tempestade, que estava longe nas colinas.

A medida que se aproximava o perigo crescia, os raios já haviam destruído a mera lembrança de vegetação, e a chuva e o tornado feito uma verdadeira coluna de poder.

Mesmo assim entrou na tempestade, sua alma estava ali.

Algo lhe pegou, em fração de segundos todo o seu corpo, desde a menor partícula vibrou. Era a ponta incandescente de um raio, transcendeu em algo único... Desapareceu com a tempestade.

De repente um raio isoladamente perfura o solo, e no centro um Kennen energizado.

Sentia ser ele a própria tempestade, um só. Agora sabia lutar, mas não da forma antiga, seu conhecimento em confrontos agora estava ligada ao seu outro eu. Sua força era absolutamente natural, e este equilíbrio merecia ser defendido.

 

Obrigado por ler!!!


Tags (1)
4 RESPOSTAS
Highlighted

Belo texto SamuraiZ3r0! o/
Highlighted

Obrigado Clockwork Jack!!!

Highlighted
Arauto
Arauto

Belo texto, muito bem escrito!

Highlighted

Muito obrigado rsrs