cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 
Highlighted
Lenda
Lenda

Universo Lúdico - Sobre narração e transfobia em League of Legends

Oi, pessoal, hoje o video do @Alesius  é sobre um debate sobre preconceito e esse ódio que parece que há no mundo hoje em dia , onde todos soltam ódio gratuitos e muitas vezes sem fundamento.

acho um debate legal, para a vida, onde as pessoas deveriam respeitrar mais o trabalho dos outros e suas escolhas e forma de fazê-lo .




quem puder dá um apoio e se inscrever no canal da alice, se for possivel dêem uma força.

haverá um dia onde pedirão no fórum: farm automático no lol

27 RESPOSTAS
Highlighted
Aronguejo
Aronguejo

uma hora de vídeo , se tá loko!
Highlighted
Aronguejo
Aronguejo

ela nem tem voz de travesti , como alguém pode ser tão idiota á este ponto ?


alice me inscrevi no teu canal, amo a madona.
Highlighted
Aronguejo
Aronguejo

diversidade é preciso seja no lol ou em outros jogos, há um militância hétero aqui no fórum , achando que tudo é lacração, mas esquecem que há espaço para todos.
mais respeito com o próximo!

Highlighted

Apesar de segundo a biologia ( algo imutável ) só existir mesmo XX e XY e uma vez com algum desses genes impossível ter o outro, quem na mente achar que pertence ao outro sexo ai que viva de boa, só não encher o saco pelo respeito dos outros porque nesse mundo independente doq seja ou se identifique, só vão querer te derrubar.
Highlighted
Arauto
Arauto

@Alesius amado ??? tu está legal ? que treta foi essa w e que historia de vida.

acho legal tu ser de direita e mesmo assim lutar contra o preconceito e a liberdade sexual das pessoas e ao respeito.
parabéns! me inscrevi no canal da alice
" Se está no jogo, é para usar! "
Highlighted
Tropa
Tropa

eu achei mancada o que fizeram quem a pessoa que estava narrando o video da senna mas teve gente que falou de maneira educada e o elisus ( eu acho que é assim que é o nome do cara) quis levar tudo como transfobia, eu tenho 21 anos e tenho uma voz muito fina mas se um pessoa falar pra mim isso, eu nao chamo ela de racista pelo simples fato de eu ser negro, ele ta certo no que ele disse mas eu acho que ele generalizou um pouco por que na hora que ele fala que quem foi educado nos comentários foi "educado e hipócrita" por que isso nao deixava de ser preconceito, como se um negro, gordo, lgbt nao pudesse ter um trabalho criticado eu nao acho que a narração da pessoa trans do video da senna ficou ruim mas teve gente que nao gostou, gostos sao gostos.
Highlighted
Arauto
Arauto

Graças a deus e a evolução humana as pessoas babacas como essas que quiseram ofender a mulher gratuitamente estão cada vez mais se reduzindo, tomara que sejam extintos para não vermos no futuro ações tão sórdidas quanto essa que fizeram contra ela.

Todo apoio do mundo para a Alice.

"A gente consegue! Bom EU consigo, você só da uma força."- Ezreal.
Highlighted

Edit: Queria citar o LokaoPresidente   

 

 Só um adendo rapidão: na biologia, e em todas as áreas que trabalham se sustentando pelo método científico, não há nada imutável, mesmo uma teoria, que é um dos patamares mais altos de aceitação no meio científico, não é uma verdade absoluta, estando sempre sujeita à novos testes, reformulações ou substituições completas.

  

   Sobre o tópico, não assisti os vídeos ainda, mas o que posso considerar por agora, sobre o tema, é o seguinte:

 

- Há "3 tipos de classificações" por assim dizer: (Se eu me enganar em um conceito ou termo, por favor, sintam-se livres para corrigir)

  - Sexualidade (o gênero biológico com o qual você nasceu)

  - Identidade de Gênero (o gênero pelo qual você se identifica)

  - Orientação Sexual (pelo o que você se sente atraído)

 

   Primeiramente, creio que devamos sim, ter essas discurssões sobre, assim como na política, religião, moral e ética. Isso é extremamente importante para a compreensão do mundo à nossa volta, das pessoas ao nosso redor, e na evolução de nossa sociedade como um todo. O que não devemos ultrapassar aqui é a linha entre uma discussão saudável e a invasão do espaço do próximo, desrepeitando-o. Se uma pessoa não quer ter esta discussão, escolha dela, não a degenere por isso. E acima de tudo, a discussão não deve ser baseada ou pontilhada na ridicularização do outro, ou sobreposição da fala pela raiva.

 

   Dito isto, baseando-se na liberdade que todos nós temos, ou deveríamos ter, de fazer o que quiser de nossas vidas e corpos, não afetando o próximo, todos são livres para afirmar o que quiserem no quesito orientação sexual e identidade de gênero, e pelo que li e minha experiência, creio que seja verdade a diversidade nesses meios. 

   O que me deixa um pouco preocupado, é talvez, a excessiva taxação e categorização das pessoas. É bom saber e reconhecer sobre toda essa diversidade, mas parece que as vezes as pessoas se apegam demais aos termos, taxando categoricamente todos que conhecem, e esquecem que esse não deveria ser o ponto principal da coisa toda, das discussões envolvendo, e principalmente, que penso que tudo isso é fluido demais para vc simplesmente taxar a pessoa assim. Não sei explicar detalhadamente.

  

   Sobre o gênero biológico, me veio à cabeça agora vários casos de professores no meio curso de biologia, em diversos momentos, que citaram que há mais variações de gêneros biológicos, não limitantes à combinação XX e XY. Excluindo-se casos de falhas numéricas de cromossomos sexuais, como XXY, o sexo é definido também por combinações diferentes entre diversos segmentos dos alelos desses cromossomos sexuais. 

   Agora, em que nível de profundidade, e exatamente no que isso poderia afetar e se manifestar, não sei. Inclusive talvez eu pesquise e/ou mande uma mensagem para um professor perguntando sobre os artigos, conforme for compartilho aqui.

   Se realmente, haver somente dois tipos de sexo biológico, eu acho sim importante falar sobre isso, agora, excluir o fator psicológico, na determinação da identidade de gênero, e falar para as pessoas que elas estão erradas em se chamarem de muheres, é uma falha gigantesca.

 

  Agora, o que é importante termos em consideração, são problemas técnicos envolvendo essas questões. Por exemplo, se é justo ou não atletas trans participarem de competições femininas. No meu ver, aqui, reside questões que vão além do preconceito, sequer entram nesse campo. O que temos são dados que mostram que, caso a pessoa não tenha mudado de sexo, e controlado os hormônios desde cedo (não me recordo a idade, mas era meio elevada, talvez poderia ser até uns 21-25 anos de idade) a testosterona agiu com tempo suficiente nos ganhos de massa muscular e densidade óssea, e, mesmo que a pessoa faça tratamentos hormonais depois dessa idade, ela ainda teria aquela vantagem inicial proporcionada pela sua fisiologia inicial. 

  Porque trans no meio competitivo masculino não são debatidos? Porque, fisiologicamente, não há o mesmo tipo de problema de uma vantagem inicial injusta que há no problema acima, talvez haja até mesmo uma pequena desvantagem, já que eles não tinham o ganho muscular e ósseo que nascidos homens poderiam ter. 

  

 Eu acho que esses são os principais problemas hoje em dia, as pessoas não separam direito as coisas.

 E outra questão: sinto que, afora a luta pela igualdade, em certos aspectos, tudo isto está se tornando muito segregador. As pessoas se esquecem que todos nós somos humanos, não somos iguais, todos amamamos, queremos ser amados, sofremos, choramos, tememos a morte e almejamos alcançar a paz interior. Não há sentido em implicar por escolhas de outros que sequer nos afetam.

 

 Wall text, mas só queria debater um pouco sobre mesmo, kkk

Highlighted


@HungerPredator  escreveu:

Edit: Queria citar o LokaoPresidente   

 

 Só um adendo rapidão: na biologia, e em todas as áreas que trabalham se sustentando pelo método científico, não há nada imutável, mesmo uma teoria, que é um dos patamares mais altos de aceitação no meio científico, não é uma verdade absoluta, estando sempre sujeita à novos testes, reformulações ou substituições completas.

  

   Sobre o tópico, não assisti os vídeos ainda, mas o que posso considerar por agora, sobre o tema, é o seguinte:

 

- Há "3 tipos de classificações" por assim dizer: (Se eu me enganar em um conceito ou termo, por favor, sintam-se livres para corrigir)

  - Sexualidade (o gênero biológico com o qual você nasceu)

  - Identidade de Gênero (o gênero pelo qual você se identifica)

  - Orientação Sexual (pelo o que você se sente atraído)

 

   Primeiramente, creio que devamos sim, ter essas discurssões sobre, assim como na política, religião, moral e ética. Isso é extremamente importante para a compreensão do mundo à nossa volta, das pessoas ao nosso redor, e na evolução de nossa sociedade como um todo. O que não devemos ultrapassar aqui é a linha entre uma discussão saudável e a invasão do espaço do próximo, desrepeitando-o. Se uma pessoa não quer ter esta discussão, escolha dela, não a degenere por isso. E acima de tudo, a discussão não deve ser baseada ou pontilhada na ridicularização do outro, ou sobreposição da fala pela raiva.

 

   Dito isto, baseando-se na liberdade que todos nós temos, ou deveríamos ter, de fazer o que quiser de nossas vidas e corpos, não afetando o próximo, todos são livres para afirmar o que quiserem no quesito orientação sexual e identidade de gênero, e pelo que li e minha experiência, creio que seja verdade a diversidade nesses meios. 

   O que me deixa um pouco preocupado, é talvez, a excessiva taxação e categorização das pessoas. É bom saber e reconhecer sobre toda essa diversidade, mas parece que as vezes as pessoas se apegam demais aos termos, taxando categoricamente todos que conhecem, e esquecem que esse não deveria ser o ponto principal da coisa toda, das discussões envolvendo, e principalmente, que penso que tudo isso é fluido demais para vc simplesmente taxar a pessoa assim. Não sei explicar detalhadamente.

  

   Sobre o gênero biológico, me veio à cabeça agora vários casos de professores no meio curso de biologia, em diversos momentos, que citaram que há mais variações de gêneros biológicos, não limitantes à combinação XX e XY. Excluindo-se casos de falhas numéricas de cromossomos sexuais, como XXY, o sexo é definido também por combinações diferentes entre diversos segmentos dos alelos desses cromossomos sexuais. 

   Agora, em que nível de profundidade, e exatamente no que isso poderia afetar e se manifestar, não sei. Inclusive talvez eu pesquise e/ou mande uma mensagem para um professor perguntando sobre os artigos, conforme for compartilho aqui.

   Se realmente, haver somente dois tipos de sexo biológico, eu acho sim importante falar sobre isso, agora, excluir o fator psicológico, na determinação da identidade de gênero, e falar para as pessoas que elas estão erradas em se chamarem de muheres, é uma falha gigantesca.

 

  Agora, o que é importante termos em consideração, são problemas técnicos envolvendo essas questões. Por exemplo, se é justo ou não atletas trans participarem de competições femininas. No meu ver, aqui, reside questões que vão além do preconceito, sequer entram nesse campo. O que temos são dados que mostram que, caso a pessoa não tenha mudado de sexo, e controlado os hormônios desde cedo (não me recordo a idade, mas era meio elevada, talvez poderia ser até uns 21-25 anos de idade) a testosterona agiu com tempo suficiente nos ganhos de massa muscular e densidade óssea, e, mesmo que a pessoa faça tratamentos hormonais depois dessa idade, ela ainda teria aquela vantagem inicial proporcionada pela sua fisiologia inicial. 

  Porque trans no meio competitivo masculino não são debatidos? Porque, fisiologicamente, não há o mesmo tipo de problema de uma vantagem inicial injusta que há no problema acima, talvez haja até mesmo uma pequena desvantagem, já que eles não tinham o ganho muscular e ósseo que nascidos homens poderiam ter. 

  

 Eu acho que esses são os principais problemas hoje em dia, as pessoas não separam direito as coisas.

 E outra questão: sinto que, afora a luta pela igualdade, em certos aspectos, tudo isto está se tornando muito segregador. As pessoas se esquecem que todos nós somos humanos, não somos iguais, todos amamamos, queremos ser amados, sofremos, choramos, tememos a morte e almejamos alcançar a paz interior. Não há sentido em implicar por escolhas de outros que sequer nos afetam.

 

 Wall text, mas só queria debater um pouco sobre mesmo, kkk


muito bem descrito


força @Alesius 

Highlighted

@Alesius, moro em uma cidade com mais ou menos 4000 habitantes, sendo mais da metade disto das fabricas ou trabalho daqui perto ou de outras cidades, quase todo mundo se conhece.
tenho um amigo homo, mas ele nãos e assume por medo da família e como os outros vão vê isto.
literalmente a família seria destruída caso ele se assumisse, tem venda que ainda usa cadernos mensal, tem carro de boi e cavalo na rua, muita gente saiu daqui para a cidade, então é muito difícil ele se assumir
" Se está no jogo, é para usar! "
Highlighted

Infelizmente , LoL é um game com uma fanbase burra e desinformada, comecei a jogar lol no servidor NA quando nem existia o servidor BR , quando o BR abriu eu puder perceber o quanto a comunidade BR poderia ser burra , sem informação e tóxica, foi um dos motivos que me fez abandonar o LOL por uns 3 anos. Infelizmente a maioria da fanbase é formada por moleques mal informados e intolerantes , e pessoas burras e ignorantes que tentam sair por cima pra satisfazer seu ego frustado. Vejo muito isso como reflexo também do ambiente competitivo , é tanto streamer e jogador famoso que é um total babaca.

Highlighted

lansou a braba em mano

Highlighted

Se o ser humano tivesse mais respeito e empatia pelo próximo, não precisaríamos ter que REQUERER o direito fundamental de todo o ser humano.
Highlighted

Resuma os vídeos aí.
https://twitter.com/wahregesicht
Highlighted

@HungerPredator ( meu nick é bugado mesmo ) tirando a parte da biologia ( que não vou negar que há fusões de vários genêros ), onde a maioria vai trocar de genêro mais mesmo por MENTALIDADE apesar de possuir apenas XX ou XY, eu concordo com tu.
As pessoas se preocupam demais com genêro isso, genêro aquilo, e apesar de ter alguns que eu discordo completamente que sejam genêros, COMO A PEDÓFILIA, cada um é livre pra seguir o caminho que quiser, desde que, como eu falei, não fique importunando a vida das outras pessoas pedindo respeito porque independente do que você seja, a sociedade vai tentar te controlar e te derrubar por qualquer diferença miníma. Era mais fácil a pessoa se aceitar e apenas mudar a mentalidade, se torna mais afeminado ou mais masculinizado, mas não, tem que mudar de genêro e ainda induzir crianças que mal sabem o que é sexo a mudarem de genêro também...
Enfim sobre Atleta trans, apenas veja um video do novo episódio de South Park de uma competição feminina com um maluco " Trans " que simplesmente destrói a competição. E PRINCIPALMENTE sobre o caso do @Alesius ai, eu não diria que é tanto homofobia e sim mais por ser algo " diferente ", a gente ta acostumado com um canal de um cara com aquela voz calma, de narrador, parecendo um ASMR, e do nada aparece uma voz de outra pessoa que não segue essa pegada calma e tranquila... Mas é isso, respeitem o diferente, porém não crucifiquem quem não quer o diferente, afinal se uma pessoa tem que ser respeitada por uma mudança, outra pessoa tem que ser respeitada por não querer essa mudança.
Highlighted

"só não encher o saco pelo respeito dos outros porque nesse mundo independente doq seja ou se identifique, só vão querer te derrubar." ??????????
RIANKAIO
Nunca um sem o outro
Highlighted


@riankaio  escreveu:
"só não encher o saco pelo respeito dos outros porque nesse mundo independente doq seja ou se identifique, só vão querer te derrubar." ??????????

Disse tudo mas não disse nada 

Highlighted
Aronguejo
Aronguejo

bom,em primeiro lugar eu coloco o respeito quando for me referir as outras pessoas,eu como sempre disse em tudo que é lugar,sou de direita,conservador e cristão e nossa cara,como eu já fui xingado por isso,gente de tudo que é tipo me xingando,chamando de preconceituoso,racista,homofóbico e tudo mais...cara é muito ruim isso,e uma pessoa que sofre preconceito pela orientação sexual,por gênero ou qualquer coisa não é diferente,antes de sermos de direita,esquerda,hétero,homo,cristão ou ateu,somos humanos,o princípio de tudo é o respeito,não adianta eu querer cobrar respeito com a minha fé se eu não respeitar as escolhas dos outros,claro que tem as ofensas que fazem,sempre tem um babaca pra isso,mas pessoas boas de verdade sempre vão respeitar o próximo.
Highlighted
Arauto
Arauto

Eu fui nesse video da historia do lucian e senna tbm fiquei pensando : Que $$$$ de voz é essa ?

 

PS : Não sou Homofobica , mas eu tbm nao ligo nada pra vida do proximo e so penso na minha mesmo .