cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 
Highlighted
Moderação
Moderação

Porque é tão legal termos Phoenix e Raze em VALORANT?

post-dia-20.jpg

Phoenix é ousado, tem o cabelo na moda, atitude descolada e um montão de truques que o fazem um excelente agente para o combate, além disso Phoenix é um radiante, o que significa que está no centro da história de VALORANT. Raze é mulher, cheinha de dinamites, é explosiva, geek - criou uma série de equipamentos que são um estouro. Ela é cheia de sua cultura e expressa isso em seu estilo, dreadlocks e fones de ouvidos: para escutar um reggae ou hip-hop.

Você sabia que personagens negros – excetos ao representar esportistas e artistas – nos games só ganharam o protagonismo recentemente? Até então eram extremamente estereotipados, nas margens das histórias e muitas vezes com um apelo negativo. Sua cultura e também fenótipo (características físicas) foram diluídas a só um aspecto. Isso é um reflexo da cultura dominante e do que chamamos racismo estrutural, quando algo é replicado tantas vezes que nem nos questionamos mais se aquilo é verdade, criamos um hábito, cultura ou costume. E é por isso que é tão legal termos Phoenix e Raze em VALORANT, pela quebra de uma cultura que até então não costumavam representar todas as raças e características que temos pelo mundo. Nos games a dificuldade técnica de se fazer personagens negros – devido aos tons de pele, textura de cabelo, características físicas e até mesmo culturais – evidencia o racismo estrutural: até então não se faziam personagens negros, a representatividade não era questionada e, então, criou-se uma estrutura onde se é muito mais fácil não incluí-los nas histórias.

chris-gillett-artblast-phoenix-zb.jpg

Vivemos em uma sociedade que foi construída sobre alicerces racistas, primeiramente utilizando de sua força de trabalho forçado, depois marginalizando-os até legalmente: qualquer manifestação de capoeira, ou expressão de cultura negra, já foi proibida por lei no Brasil. Estudar e comprar terras já foi negado, legalmente, a negros e indígenas. Mais recentemente, estereótipos que talvez nada contivessem de negritude, foram impostos pela mídia e indústria de entretenimento. Caminhando até os dias de hoje, muito acesso a informação e discussões vem colocando questionamentos a essas estruturas sociais, que são confusas até mesmo pra quem é negro. Afinal, o que é ser negro? Existe, por isso, todo esse processo de valorização e resgate da cultura negra pelo mundo.

chris-gillett-artblast-raze-zb.jpg

Claro, você pode pensar ou dizer (principalmente se você faz parte integrante e protagonista da cultura dominante): o que isso importa em VALORANT? É só um jogo. Porém o que somos se não a soma de todos os jogos, séries, livros e rolês que frequentamos? Se um jogo pode fazer a diferença e ajudar a combater esse tipo de comportamento, evidenciar estruturas de propagação racista e tornar as instituições e sociedade mais alertas a esse tipo de crime, por que não? Quando você conhece novas pessoas, culturas, costumes, todo um novo mundo se abre, novos laços são criados, histórias compartilhadas. E, uma vez a porta aberta - com muito mais conhecimento de si, do outro e do mundo - não se volta para antigos cômodos que já não cabemos mais.

 

8 RESPOSTAS
Highlighted

Maravilhoso!

Highlighted
Tropa
Tropa

Perfeito!!!!


Representatividade é tudo

Highlighted
Moderação
Moderação

Show!!! Top demais 🔥
Highlighted
Moderação
Moderação

❤️ ❤️ ❤️

 

Highlighted
Aronguejo
Aronguejo

Aplausos !! 

Highlighted

Caraca, que artigo bonito. Parabéns!
Highlighted
Moderação
Moderação

Sensacional!

Highlighted
Aronguejo
Aronguejo

O que eu mais gosto de existir no Valorant é o Phoenix por ele se destacar dos outros.

Até pouco tempo atrás, o "galã" de alguma obra, o personagem principal, o bonitão, era sempre um loiro de olhos azuis, ou, de qualquer forma, nem precisava ser loiro de olhos azuis, mas era sempre o mesmo padrão.

E eu acho incrível que o Phoenix é o 'galã' do Valorant. Ele é o estiloso, o bonitão, que ajeita a gola kkkk. E não algum outro, como o Sova. E eu fico realmente muito contente quando vejo isso.