cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 
shieldguy
Aronguejo
Aronguejo

oque é RNG ? , e como isso afeta o TFT DE MANEIRA NEGATIVA.

 bem quando alguem fala  que TFT e  majoritariamente dependente do rng geralmente essa pessoa tem razão,e obviamente vai ter gente querendo defender dizendo que pra joga tft precisa de habilidade que o jogo e 70% habilidade.

( sim eu ouvi essa perola no youtube fala que o tft e 70% habilidade e a mesma coisa que fala que da pra surfar com uma prancha de sowboard pq e uma prancha, e tão idiota que chega a ser engraçado)

acho que a maioria das pessoas que tentam fala que tft não depende de rng ,geralmente quem fala isso num sabe oque é rng pra inicio de conversa.

 então aqui eu vou explicar oque é rng como ela afeta os jogos e suas diferenças de jogo pra jogo.

RNG são siglas para Random Number Generator ( gerador de números aleatórios) ou de uma forma mais informal aleatoriedade/ ou sorte , esse sistema e o que cria as chances de tal coisa ou situação acontecer de forma aleatória  nos jogos, um exemplo quando voce joga legends of zelda mata um monstro ele dropa ( do ingles drop  quer dizer deixa cair ) uma rupy e você mata outro ele não dropa, isso e rng ele administra aleatoriamente as chances de uma rupy cair ou não.

deixando claro RNG Tem em todo jogo, em alguns eles influenciam mais de como o jogo funciona ou no seu resultado, em outros sua influencia e bem mais indireta e não afeta diretamente no resultado final do jogo ou da partida em questão.

geralmente em jogos competitivos (E-sports) a influencia do rng tem que ser minima ou quase nula para que o RNG  não desvalorize as habilidades dos jogadores e os mesmos tenham mais autonomia/controle sobre oque eles conseguem fazer no jogo ou não no jogo.

no league of legends o rng tem um impacto minimo, é tão minimo que ate pro players não levam em consideração geralmente,

as situações onde você pode ver rng no lol  são a ordem de nascimento dos dragons ( ate o momento que   teve a mudança dos dragões elementais o dragão que mudar o campo faz o sistema deixar de ser aleatório)

no sistema de chance de acerto critico , exemplo quando vc fecha uma coletora ela te da 20% de chance de acerto critico , isso significa que quando vc da um ataque básico a 20% de chance que esse ataque básico seja um critico, quando você builda mais items de critico vc aumenta a probabilidade.

os ataques do baron , o baron tem 3 métodos de ataque ele tem o ataque normal, a cusparada em linha reta e o knock up com o tentaculoe a maneira como ele ataca e aleatória.

a runa  cleptomancia ( que foi apagada do jogo ) quando voce acertava uma skill + AA ela te dava um item aleatorio ou gold esses items podiam ser uma poção de cura que dava um boost no AA ou uma poção de mana ou uma ward.

outros modos do lol que são menos  competitivos o rng tem uma influencia maior como o urf e o aram no qual rng escolhe os boneco que vai jogar , vc pode ate tenta roleta pra tenta pegar um campeão que vc acha melhor, mas no fim e o rng que decide oque vc vai jogar  e como o aram e urf não são modos competitivos eles terem essa aleatoriedade mais agrega do que atrapalha pois vc sempre ta brincando com algo novo e sempre vai ser surpreendido quando for jogar.

agora porque?, o rng no tft e uma coisa negativa, pois tft e um jogo  competitivo e ter um RNG que alta influencia no jogo tira  competitividade do mesmo, e faz competitividade jogadores tenham menas autonomia sendo mais fácil duvidar e  ate questionar se eles são tão bons assim ou rng que fez eles subirem sabe denegrini a capacidade do pro player como um todo, outro jogo competitivo que tem um rng alto e hearth stone  e a comunidade caga pro competitivo de hearth stone ninguém da a minima pois o meta atual esta focado em usar cartas com efeitos aleatórios pra atrair mais cartas com efeitos aleatórios e fica spamando efeito aleatório ate ganha o jogo.

36 RESPOSTAS

Meu ponto é o oposto, como que a falta de RNG afeta de maneira negativa. Não sei você mas sempre quando jogo eu pego gente com a única mentalidade de me atrapalhar, por exemplo, o cara de iluminados que pega a nidalee com um item de vida que ele vai deixar mofando apenas pra evitar que eu faça nidalee. O cara de sabugueiro que pega e vende toda a sua build pra fazer a exata cópia da minha no meio do jogo, enfim, eu sempre caio com 1 ou 2 desses caras que deveriam perder e normalmente perdem, porém, por causa desse sistema do carrossel esses caras têm um sucesso enorme em me atrapalhar e arruinar o que muitas vezes é uma vitória fácil e esforço de uma comp planejada e adaptada aos itens que vieram por rng. Mas por quê? Porque eles conseguem ver a minha posição em relação as unidades, conseguem ver a minha mesa e conseguem ver os itens das unidades e isso permite que essas pessoas me atrapalhem com muita eficiência e eu basicamente sou punido por vencer todo o mid e o early game, pois sempre vai faltar 1 item pra fechar build, sempre vai ter a chance de alguém vender sua comp e comprar a minha, sempre vai ser possível comprar a peça que faltava pra minha unidade lvl 3 e deixar mofando lá, como parte da "estratégia" (não é inteligente se a maioria das pessoas que fazem isso terminam abaixo do 4º lugar). Por mim deveria ter RNG dentro das unidades do carrossel, era pra aparecer uma ? como item e que só seria revelado depois da pessoa comprar a unidade ou, de maneira inversa, era pra todas as unidades serem, vamos dizer, uma neeko e na hora que você comprar ela se transformar em uma unidade aleatória. Porque todo o jogo, até o carrossel, é sobre lidar com o rng e formar estratégias adaptáveis, ter um elemento altamente previsível como o carrossel apenas permite que pessoas criem um meta estagnado e que os vencedores sejam punidos por vencer a troco de nada. Se pelo menos eu ganhasse algo por vencer em vez de +5 de ouro, não sei, 1 unidade de graça depois disso? Ganhar 1 item de quem for eliminado? Tinha essas mecânicas diferenciadas antes, cadê?

Agora explicando como que o TFT funciona baseado em RNG e é competitivo por isso.
É como poker, fim da explicação. Mas vamos desenvolver, você tem uma pool de peças limitadas e que, inclusive, podem ser contadas, se eu me lembro bem, há 2 peças de lvl 3 como e 1 lvl 2 como brancas, 2 lvl 3 como verdes, 1 lvl 3 como azul e 2 lvl 2 como amarela, ou seja, você sabe que não vai conseguir um garen lvl 3 se 1 pessoa já tiver 2 garen lvl 2 e outra tiver buildando garen também, é a regra. As peças serem limitadas permitem escolher uma outra tribo que não haja competição e te garanta a maior quantidade de peça lvl 2 até você tiver o nível da loja 5 ou 6, isso te dá consistência e permite se preocupar com os itens.
Uma estratégia bem válida, para filtrar a sua pool é comprar todas as peças brancas que aparecerem até chegar sua primeira peça com efeito (válido para o TFT do florescer), que já é uma peça lvl 2. Peças brancas lvl 2 não dão prejuízo de ouro e isso é um fator que merece ser explorado enquanto a pool tem peças brancas em sua maioria, claro, para isso se tornar viável você tem que consolidar a tribo dessas peças brancas com o mínimo de sinergia possível.
Depois da loja nível 5/6, a sua preocupação é o item, você vai ter que analisar os seus espólios e sua unidade mais forte, no jogo TFT você sempre procurar deixar sua unidade mais forte ainda mais forte e dividir forças não funciona. Os itens também são dados como RNG e a forma de controlar isso é justamente investir na unidade mais forte, por exemplo, você tem um yasuo lvl 3 mas só tem item de armadura, vida e resistência mágica? É possível fazer um zéfiro pra impedir comps de assassino e dar mais vida pro shield dos exilados ou fazer efeito vermelho pra sua comp de duelista poder ter chance contra uma comp de sabugueiro, claro que o ideal é mata gigantes mas é a forma de improviso.
Pro lvl 7 seu jogo passa a ser econômico... se você tiver sorte pois falta RNG no carrossel e pessoas podem ativamente te atrapalhar. Se isso acontecer você provavelmente terá que jogar sua economia fora tentando pegar suas unidades e garantir seu top 3, mas se ninguém te atrapalhar é possível fazer economia, juntar 50 de ouro na reserva e investir no lvl up. Aqui você tem o objetivo de parar de de gastar 2 de ouro em busca de peças e é aqui que o jogo falha, na minha opinião.
Você diminuir o RNG do jogo, vamos dizer, botar um peso para aparecer 1 tribo que a pessoa já tenha apenas afeta o jogo de forma negativa e a prova disso é o próprio TFT do florescer, com a mecânica de peça destinada. Isso força o jogador a se comprometer com 1 tribo o mais cedo possível e aumenta a previsibilidade. No TFT anterior, até o nível 7 a pessoa podia adaptar, podia fazer protetores celestiais ou protetores snipers e você não saberia dizer ao certo porque protetores eram peças de apoio comuns e a pessoa poderia até migrar pra temporais se não conseguir as peças que precisava, entende? Hoje, por conta da peça destinada, é como se a pessoa fosse obrigada a fazer 1 tribo específica porque vai perder ouro se vender a peça destinada e porque nada garante que conseguirá a peça destinada que precisa caso venda a atual. Certo que é possível resolver essa falta com mais 1 fator de previsibilidade, mas aí você está tornando o comprometimento com tribos ainda mais cedo e, muito mais do que hoje, teremos uma tribo claramente mais forte que o resto e essa tribo provavelmente será iluminados por contar a maior quantidade de peças entre brancas e azuis, tornar possível que uma pessoa consiga mais peças dessa tribo apesar da loja subir de nível é condenar o jogo inteiro ao meta de iluminados ou mesmo obrigar a Rito a equalizar toda a pool apesar dos poderes diferentes das unidades ou, ainda mais drástico, equalizar os poderes das unidades e matar de vez a identidade do jogo.

eu entendo mas oque vc esta reclamando e do jogador e não do jogo em si, e a mesma coisa que tenta culpa o lol por que um troll no seu time, num e culpa do lol e culpa do cara que fica zaralhando, se vc ler eu falo que o rng atrapalha o tft como um jogo competitivo pois querendo ou não o tft tem ranqueada e campeonato mais se continuar desse jeito vai vira uma piada , afinal ter um campeonato de tft do jeito que ele ta e o mesmo que ter um campeonato de caça niquel me diz quem vai perder tempo pra ve 8 caras jogando em maquinas caça niquel.

Eu não precisaria me preocupar com o jogador se não fosse o fator de previsibilidade do carrossel, é isso que atrapalha o jogo na minha opinião. Antes nem fazia diferença porque eu poderia me adaptar a essa tentativa de atrapalhar, mas hoje isso tem impacto por conta da peça destinada. E o TFT é sobre lidar com RNG da forma mais eficiente possível, eu expliquei bem na segunda resposta, é exatamente daquela forma que as pessoas jogam no high elo do jogo, contando peças e procurando alternar entre mecânicas de tribo e economia a fim de domar o RNG e ter impacto. Se for para ajudar o competitivo de TFT, se é que precisa de ajuda, o melhor seria simplesmente permitir que empresas de fora patrocinem temáticas de TFT e façam campeonatos, bem como permitir anúncios e a atuação de empresas especializadas em campeonatos, tipo como acontece com o poker.

tft num e como poker nem aqui nem na china, o foco do poker e enganar seu adversario psicologicamente para conseguir fazer ele ficar na palma da sua mão e vc conseguir criar a melhor mão pegando as cartas boas e passando as ruins pro seus adversarios, o unico fator rng do poker e a pessoa que distribui as cartas so.o poker e um jogo muito mais psicologico do que estrategico, ja o tft num e psicologico muito menos estrategico, pois voce depende do rng pra ter os bonecos pra upa eles pra ter os itens e montar uma composição a unica coisa que vc não depende do rng e a parte da economia que algo secundario , do resto vc não tem controle nenhum sobre o jogo , e como vc vai formula uma estrategia com coisas que estao fora do seu controle vc num vai, vc tenta cria uma comp e esperar que o rng de oque vc precise , qualquer tatica e estrategia que depende da sorte num e um estrategia nem tatica nem aqui na pqp, pois uma estrategia e um plano formulado pra te da resultado certeiro e não depender de um elemento aleatorio fora do seu controle.

Antes você poderia enganar seus adversários muito bem, forçá-los a counterar celestiais com corta cura e mudar para protetores que possuem um escudo que não é afetado por corta cura. Há esse fator, mas não é exatamente igual ao poker por se tratar de um jogo mais casual e não haver contato pessoal entre os jogadores ou qualquer forma de causar pressão. Hoje é que está ruim por conta de terem diminuído o RNG com mais 1 fator de previsibilidade, consegue entender? E você nem leu minha explicação, isso magoa. O jogo é sobre domar o RNG da forma mais eficiente, pra isso você pode contar peças e abusar da filtragem de pool, não é complicado entender esse conceito, há também a questão de posicionamento mas o TFT do florescer está horrível porque tem muitas peças que ignoram posicionamento e possuem AoE muito grande, o TFT do florescer está uma piada nesse aspecto.

primeiramente te devo desculpas, eu n vi o post quando escrevi , 2 realmente v c tinha razão afunila recurso em um boneco só da resultado, 3 minha treta com o tft e esse rng extremo eles podiam diminui e da um pouco mais de controle ao jogador assim ele ter mais tomada de decisão

Odeio RNG.
Mas o game já tá feito assim, a essência dele é ser aleatório mesmo, assim como Poker (apenas no RNG, Poker > TFT), você tem que trabalhar com a sorte.

Minha solução é não jogar TFT a sério, kkkk.
Kiruki
Arauto
Arauto

h1qbMr0.png

 

Irônico, eu diria.

TFT é um jogo de adaptação, você não sabe quais peças você irá comprar, quais itens irá criar, e mil outros etc.

Reclamar do RNG ou que o RNG faz o jogo menos estratégico é gritar "Eu não quero aprender a jogar!".

 

Eu te recomendo assistir partidas de elo mais alto, de preferência, de Streamers que prezam mais no jogo do que na criação de conteúdo. Só de assistir e ouvir o pensamento do jogador, tu percebe todo o nível de estratégia que o TFT tem a oferecer.

 

Você não sabe quais itens tu vai ganhar, mas tu tem a garantia de que vai ganhar pelo menos 11 itens até as acuâminas.

Você não sabe se vai conseguir uma Lulu Chosen, mas sabe que se roletar nos nível 5, as chances disso acontecer estão ao seu favor.

Você não sabe se vai fechar um Xin Zhao 3, mas sabe que se roletar no nível 7, as chances estão à seu favor.

Mas ter as chances ao seu favor não garante nada, então o que fazer?

 

Se adaptar com os itens e peças que o jogo me deu

Reclamar da RNG

A escolha é sua.

Cara sem ofensa , fora o sistema de economia num a Fator do tft que não tem influência do rng ele influência quem se vai joga contra, os itens que vc vai conseguir os bonecos que vc vai joga e qual comp vc pode ou não fazer, e vc fica aí perdendo tempo querendo defende o erro que tá na tua cara, e num adianta se querer me indicar high elo de um jogo que 90% rng que eu n vou perde meu tempo pra assistir jogador competitivo de mentira, pois sejamos francos que 70 jogadores high elo de TfT num dá uma unha de um Sonic Fox, de um simp1e, de um Faker, de um tokido da vida , esses que eu citei são jogadores competitivos de verdade que dependem de seu conhecimento e habilidade e não da boa vontade do rng pra toma decisões.

Vou ser mais direito o sistema de rng absurdo do tft faixa o jogo se uma bosta e tão Ruin que vc pode colocar um bot pra joga no seu lugar que num vai fazer diferença, sério se joga o jogo as vitórias parecem vazias já perdi as contas de jogos que eu joguei e o rng joga uma vantagem pra mim eu capitalizo em cima e ganho o jogo, fazendo o jogo uma bosta chata no qual vc n tem controle de **bleep** nenhuma e indiferente do resultado da uma sensação de perda de tempo pois vc literalmente num fez quase **bleep** nenhuma no jogo.

Então explique, o que deseja jogar no lugar do TFT? Pois desde o Dota Autochess o gênero do jogo se firmou em "ofertar rng a 8 competidores" e "permitir que esses competidores possam se adaptar e eliminar uns aos outros enquanto se adaptam". O RNG faz parte do conceito do jogo, as únicas coisas que deveriam ser controláveis são a economia e a disponibilidade de peças e aqui, novamente, entra minha crítica a introdução de fatores não aleatórios no jogo, como as peças com bond/fate e a tribo fortuna.

Mandar a roleta pra pqp que n faz falta e fazer vc poder escolher as peçás.

Então você está aumentando o RNG ao retirar o carrossel que é onde há o maior fator de previsibilidade e a segunda demanda não faz sentido porque você escolhe entre as ofertadas.
No caso, a sua intenção é fazer as unidades aparecerem por cotas? Não sei se entendi, mas por cotas 60% brancas, 20 % verdes e 20% azuis em uma pool de 5 unidades garante 3 brancas, 1 verde e 1 azul toda roleta porém, fazer isso faria com que a pessoa que tivesse mais gold pudesse dominar todas as peças azuis, que possuem um poder maior. Fora o fato de que o poder entre as unidades de mesma categoria varia muito, por exemplo, uma Fiora é incrivelmente mais fraca que um Garen. Então, como já expliquei, essa sua ideia precisaria de uma equidade das unidades e isso mataria a identidade do jogo.
Sua intenção também pode ser algo como o autochess da Blizzard, mas o que você vê por lá é uma ilusão gráfica, provocada pela ocultação das probabilidades e apresentação acima do seu foco de visão. É uma bela engenharia pra fazer você esquecer o rng, principalmente com aquela música em loop, porém, em essência, é a mesma coisa e, pasme, com menos fatores de previsibilidade porque seus oponentes só podem ver a sua composição depois de você lutar com ela.
Sua intenção, de maneira mais radical, pode ser permitir que escolham livremente as peças a se comprar, porém, novamente, as peças possuem níveis de poder distintos, por exemplo, uma Katarina é muito mais forte do que uma Lux, a Lux é uma unidade fixa que obrigatoriamente vai agrar o alvo mais próximo e não vai se defender de um assassino enquanto não eliminar seu alvo. Não é como um Jarvan que pula pra outra área e, teoricamente, possui menos poder do que uma Lux.

O cara que comparar TFT e LoL.
É o mesmo que dizer que jogador de e-sport não chega aos pés do Ronaldinho Gaúcho pois não é esporte de verdade.
A realidade é que você não saber jogar o jogo, culpa o jogo e quer que todos concordem.

E sobre o seu famigerado RNG:

1. Sim, dá pra prever contra quem você vai enfrentar.
Nos round inicias não dá, mas nos finais, dá pra prever bem de boa.

2. "já perdi as contas de jogos que eu joguei e o rng joga uma vantagem pra mim eu capitalizo em cima e ganho o jogo"
Olhando teu histórico, não dá pra tirar muita conclusões, mas se tu precisa que o jogo praticamente te dê a vitória de mão beijada, então tu tá jogando errada.

3. "pois vc literalmente num fez quase **bleep** nenhuma no jogo"
Então tu não deveria jogar jogos de Estratégia.
Pokémon, Xadrez, Tower Defense, RPG tático e entre outros, são jogos aonde as "peças se movem sozinhas" e você só precisar organizar.
Todos tem um fator estratégico alarmante. Eu novamente te recomendaria pra assistir players de nível alto, mas tu não quer aprender a jogar, só quer xingar um jogo que tu não gosta pois acha divertido, seilá.

4. Para de xingar o jogo
Só concorda contigo que também não gosta do jogo; quem gosta, consegue facilmente refutar seus argumentos.
São os mesmos argumentos de quanto lançou o jogo, culparam o RNG mas nunca queriam aprender a jogar, só xingar.
Se quer clicar botão de qualquer jeito e ganhar, procura um jogo assim, não vem reclamar de um jogo de estratégia difícil só porque tu não quer se esforçar pra aprender.

No caso a minha ideia era tirar a roleta, e criar a aba que vc pudesse escolher os campeões e conforme passando os rounds ia desbloqueando as raridades, passou do round 3 pro 4 então os bonecos de raridade 1 A 4 eram liberados. Isso daria mais autonomia e menos dependência do rng.

Xadrez, nada a ver.

Primeiramente que o TFT é sim um jogo de azar, enquanto o xadrez depende totalmente da habilidade do oponente, e obviamente a sua.
No Xadrez você faz todos seus movimentos, 100% são previsíveis, isso depende da sua habilidade e experiência.
As peças do Xadrez, dispostas aos dois jogadores são idênticas. Você não vai ganhar um 3º cavalo no meio da partida e seu oponente uma 2ª rainha apenas por sorte, tem que chegar no final do tabuleiro com um peão, seu oponente pode te parar, e ao chegar, você quem escolhe, não um dado aleatório.

Você quer desmoralizar o cara, mas tá usando um exemplo muito fora do contexto, assim como você próprio disse:
[...] É o mesmo que dizer que jogador de e-sport não chega aos pés do Ronaldinho Gaúcho [...]

Se for discutir, pelo menos use argumentos lógicos ou não cruze suas afirmações com uma contradição.

É como eu disse, eu não gosto de RNG, então prefiro apenas não jogar a sério, é mais fácil.
Vocês podem continuar discutindo, ou podemos encerrar aqui e aceitar que cada um tem um opinião com relação ao jogo.

De todas as formas, tenham um bom dia senhores.

Você se esquece que não há peças para todos os jogadores, dessa sua forma vence a pessoa que for mais rápida em vender suas unidades e comprar todas as unidades mais fortes.

Na verdade não. O jogo é baseado em autochess, que tinha mecânicas de posicionamento para com as peças e, de certa forma, ainda sobrou algo disso. As peças são programadas pra agir de maneira X e funcionam com posicionamento Y, portanto, sim, o jogo funciona como uma versão de xadrez. É discutível o que fizeram nessa versão de TFT, com os magos ignorando completamente o posicionamento. O Veigar vai agrar o mais distante independentemente do que aconteça durante a batalha, a Morgana vai mandar uma poça que cobre o mapa inteiro, a Sejuani também, a Nami não tem um padrão fixo de onde vai ultar, a Janna ignora distâncias, a Lulu obrigatoriamente acerta o com menos vida, Yuumi não tem limite de alcance e por aí vai, acho que dos maguinhos apenas a Lux está equilibrada por ainda funcionar como um bispo e neutralizar, necessariamente, os dois primeiros inimigos em sua diagonal mais próxima.

"Na verdade não"
Você está equivocado quanto a isso. Autochess é totalmente diferente de Xadrez.

Em um jogo de Xadrez você decide se X vai pra traz ou não, no Xadrez não "dropa" peça saliente, o que você usa é fixo.
No Xadrez você pode usar todas as probabilidades, no TFT não, você não controla com exatidão quais delas vão estar na sua partida, se elas vão recuar ou não.

Por exemplo na batalha, você só decide a formação, e acabou.
Se um Zéfiro pega uma peça vital e você perde, tem evasão e etc.

Xadrez não é jogo de azar, e sua sorte não está envolvida no jogo. Já no TFT sim.

Compare com truco, poker, dominó, RPG, ok, mas Xadrez não, por favor.
Uma coisa é inspirar, outra coisa é ser igual, afirmar algo dessa forma pode confundir as pessoas desinformadas.

Entenda, 35% de chance, não quer dizer que X carta vai chegar pra você em 3 refresh. Se não é 100%, é sorte.
Você pode jogar uma moeda 100 vezes, e dar cara as 100 vezes. 50% de chance não lhe garante êxito com um resultado equipotente em 2, 4, 10, 100 tentativas.

Boa tarde.