cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 
Pulinho Muralis
Aronguejo
Aronguejo

Sobre a história da Qiyana eu digo uma coisa: Ou eu não sei ler, ou o pessoal leu errado.

Primeiro de tudo, para situar aqueles que estão por fora das notícias, existe um burburinho correndo pela internet (e aí eu incluo criadores de conteúdo) de que a Qiyana tem uma história pobre e é um personagem FDP e super escroto. Antes de me deixar levar pelas minhas próprias convicções, eu preferi ler a história dela mais uma vez (mais atentamente) para ver se eu não havia perdido algo no processo. Cheguei às minhas conclusões e decidi compartilhar com vocês, por que eu não acho justo e muito tendenciosa toda essa falação contra um personagem que saiu há pouquíssimo tempo. Então vamos aos pontos:

 

1. A Qiyana, pra mim, não tem uma história pobre, apenas é uma história que não foi desenvolvida ainda. Se formos olhar as lores dos últimos 4 campeões novos (Yuumi, Neeko, Pyke e Kai'Sa) e reworks (Mordekaiser, Kayle & Morgana, Aatrox, etc...) veremos que sempre que o campeão é revelado, novas biografias vem com eles. Mas, geralmente, são apenas as biografias. É no lançamento oficial, quando os campeões são disponibilizados nos servidores oficiais, que novas histórias e informações do referente campeão são adicionadas. Portanto, podemos já entender a partir deste ponto que se trata de falta de informação e não pobreza de conteúdo.

 

2. A personagem é de fato convencida e arrogante, podemos claramente perceber isso pelas suas falas nos trailers, mas isso não nos diz absolutamente nada sobre a riqueza ou pobreza da história do personagem. Olha o Kayn, galera! O guri tem um talento/aptidão excepcional pra lidar com diversas armas e é super convencido!! Eu não me lembro de alguém reclamando dessa personalidade orgulhosa dele quando o mesmo foi lançado. A Qiyana tem o mesmo orgulho de si mesma. Imagine você, tendo 9 irmãs que recebem mais atenção dos pais do que você sonharia em receber, um melhor tratamento da corte e da população (já que elas tinham maiores chances de herdarem o trono, naturalmente deveriam ser tão bem tratadas quanto a sua posição na ordem da herança), qualquer coisa que te diferenciasse ou destacasse entre suas irmãs seria motivo de orgulho. Seria o seu triunfo! Você é melhor nisso do que todas. E neste caso, estamos falando da magia elemental!!! Ixtal é um lugar que respeita pra caralho o nível que alguém tem como mago. Portanto, a arrogância dela é totalmente bem fundada, não é algo do nada.

 

3. Ela não é de forma alguma "escrota" como já vi dizerem por aí. Briga entre irmãos é algo super comum, e, quando se trata de realeza ou nobres, as brigas podem tomar proporções extremas. Para os conhecedores de GOT (Game of Thrones), temos aqui Stannis e Renly Baratheon, brigando entre si (e com outros nobres) na guerra dos tronos. Além disso, não me diga que todos somos tão puros e bonzinhos que nunca invejamos algo dos nossos irmãos (ou primos, ou amigos, etc...). Eu acredito, que movida por essa diferença de tratamento dos pais que a Qiyana começou a almejar o trono. Vamos dar uma lida nesse trecho da biografia dela.

 

"Sendo a filha caçula de uma família regente, Qiyana cresceu acreditando que nunca herdaria o trono de Yun Tal. Seus pais governavam Ixaocan, uma cidade-estado escondida nas selvas de Ixtal, e criavam suas filhas para sucedê-los, transmitindo as orgulhosas tradições de sua nação isolada. Preparadas para governar antes dela, as nove irmãs mais velhas de Qiyana recebiam a maior parte da atenção, e ela ansiava por conquistar seu próprio lugar de importância na família." (Qiyana, Biografia. Universo League of Legends)

 

É perceptível que a Qiyana só queria atenção!! Ela queria um lugar pra ela, um lugar de respeito dado pelos próprios pais. Ela era a filha ignorada, galera! Obviamente que ela iria querer brigar com suas irmãs que tinham mais atenção e ser mais cabeça quente e impulsiva.

4. E por fim, mas não menos importante, eu quero trazer o ponto em que ela mata os piltovenses. Eles eram invasores da terra que pertence aos ixtalenses. Se o teu vizinho, que pouco fala contigo, de repente chega na tua porta e começa a colocar coisas por lá, dar festas, tirar coisas do teu terreno, eu acho muito difícil que você fique impassivo e finja que nada está acontecendo. A Qiyana apenas se comportou como muito de nós em uma situação dessas. Ela quer ser a imperatriz de um mundo justamente pra mostrar que os ixtalenses não são pouca merda.

 

Obviamente que eu não sou uma pessoa que me identifico 100% com a Qiyana, no entanto, como eu já havia dito no início do post, acho injusto pra caramba essa galera que tem uma influência pra caramba no meio gamer, e não saber ler e interpretar fontes, espalhar por aí essas ideias erradas de um personagem que pode ser importante pra muita gente. Eu só consegui pensar em alguns aspectos sociais que tão rolando pelo mundo com esse lançamento da Qiyana e a reação negativa da galera. Não vou entrar em aspectos de política, mas caso alguém tenha curiosidade em saber o que eu acho sobre, só falar que eu respondo.

 

Um salve, um cheiro e um beijão pra quem leu até o fim kkkkkkkk

Escrevi pra caramba


3 RESPOSTAS
Taliyah chan
Tropa
Tropa

na real ela já demonstra que vai ser porca de arrogante e insuportável, eu pessoalmente não gostei dela e não vou persistir nem um pouco em tentar salvar esse caso perdido que ela é.

sobre o Kayn, ele é arrogante e prepotente na maioria das vezes e sim, isso é chato, mas não consegue demonstrar ser tão irritante como a Qiyana demonstra
provavelmente a história dela vai ser pobre e chata mesmo, olha ela de cima a baixo com bastante atenção; certeza que ela foi feita ás pressas e sem nenhum carinho, porque pelo amor ela no geral tá pior que bater na própria mãe
Umbra Witch
Aronguejo
Aronguejo

O fato é que pra algumas pessoas campeões arrogantes, vingativos, ou qualquer coisa de ruim que venham a ser precisam de um motivo MUITO BOM pra se tornarem aquele tipo de pessoas... Como a Kalista que é vingativa porque é traída. Mas se pararem pra pensar ela não é muito diferente de alguns campeões por ai, Leblanc que manipula e mente, Lissandra que quer a todo custo ser Rainha, Qiyana é uma noxiana nascida em Ixtal... De inicio suas motivações podem ser rasas e os objetivos ridículos, mas a Riot sempre da continuação as historias e sinceramente julgar um livro pela capa é bem 2009. Todo campeão precisa de uma historia e nem toda historia vai agradar todo mundo.
Queriam uma motivação, ai está... Ela nunca seria uma Imperatriz, e seu potencial jamais seria reconhecido, a arrogância dela bateu de frente com a da irmã que não acreditava no potencial da garota e acabou no que quem leu a historia vai saber.

Ponha-os em fila, farei com que se ajoelhem.

então, vi gente comentando sobre ela ser "padrão" (devido ao modelito) e pobre no 3d ingame.
1. "fora do padrão" traduz-se em: inclusividade, que extensivamente tem-se criado a rodo centenas de jogos aí nos últimos anos. Não adianta enfiarem personagem LGBT, gordo ou coisa do tipo que é uma utopia inalcançável, apesar de concordar que essas variações podem vir junto á histórias bem elaboradas, e é exatamente esse o ponto que resta em meio ao padrão não-padrão padronizado que tem-se feito comum. A complexidade dela depende, como outros personagens que lançaram, da sua conexão com o resto da lore sem parecer que é uma "DLC nova";
2. sobre o modelo 3d: fica feio ingame mesmo btw. acho que dava pra caprichar também, não vou falar do rosto dela (achei lindo, mas no momento poucas expressões), e por isso acharia bacana que fosse que nem no rw da poppy.
3. ela é uma princesa. roupa de princesa, e tem até uma coroa incluso.
4. que discussão besta pra uma campeã que ainda vai lançar, vish. pra quê?