cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 
Yozuki
Tropa
Tropa

Mulheres em jogos profissionais de LOL (CBLOL e Mundial)

Olá, essa pergunta esta coçando minha cabeça desde ontem em uma discussão que tive com amigos:

"Quando foi a ultima vez que você viu uma mulher jogar no CBLOL? E no mundial?"

Eu não consigo me lembrar de nenhuma vez que vi uma mulher jogar no CBLOL, ser destaque, e muito menos no mundial... e eu comecei a achar isso muito problematico porém não sei o que fazer em relação a isso além de discutir sobre o problema e levantar questionamento.

"Seria a falta de representatividade feminina uma escolha delas ou algum tipo de falta de oportunidade?"

Eu sei que no academy esse ano as mulheres estão jogando, mas eu me questiono mesmo sobre CBLOL e Mundial... tudo isso me parece algum tipo de problema não questionado. É muito estranho ver o CBLOL rolando pro anos e não ter times contratando mulheres pra lineup principal sabe? Alguns amigos levantaram a resposta de ser uma escolha delas, pelo machismo/preconceito que sofreriam, outros deram a ideia de que simplesmente não existem mulheres dispostas a isso... o que eu discordo bastante pelo fato de vermos tantas streamers ai jogando muito melhor que varios caras. Sobre dinheiro também é um bom ponto, a grana que se ganha fazendo stream é melhor do que a grana de ser proplayer? Outra coisa meio off topic, o que torna um jogador de lol um proplayer? Seria só o contrato do time ou tem algo a mais que é considerado?

11 RESPOSTAS
Qiyadesu
Aronguejo
Aronguejo

Cara para mim não tem dessa de machismo no cenário competitivo em si, mas sim na comunidade tóxica, se a mulher for boa e se destacar na soloq é evidente que ela entra no Academy, e logo depois se se destacar no Academy sobe para o CBLoL, a organização quer ganhar a competição, a verdade é, existem poucas mulheres jogando em geral, e outra coisa, dificilmente vejo mulheres no High Elo jogando fora da posição de suporte, me assustei ao ir assistir o academy e ver uma jogando na jungle, nao imagina minha felicidade, mas fora ela, a nicole diretora que jogava no high tier de leblanc, não acompanho mais, e a riyuuka que joga bastante de jhin, a questão é se destacar, ar org vai pegar o melhor jogador indepente de genero.
Kayne02
Arauto
Arauto

É mais questão de estatística. Infelizmente LoL é um jogo machista demais e isso afasta as mulheres que tentam jogar. Inclusive devem existir muitas que não dizem que são mulheres, e assim vai.
Com "poucas" mulheres jogando, acaba que não temos nenhuma Challenger (ainda mais com o pessoal criando 5 10 contas pra lotar o Challenger e não deixar 200 jogadores de verdade serem destaque). E acaba que não temos nenhuma no Competitivo.

Mas assim, "Tantas Streamers jogando melhor que vários caras"? Eu posso abrir uma Live e jogar melhor que muita gente e isso não faz diferença nenhuma.
Eu só conheço Streamers do Diamante. Ou seja, é um Elo completamente irrelevante pro cenário Competitivo.
Se você conhece alguma Streamer Grão-Mestre/Challenger, por favor me passe.

E fora o caso do Brasil, tem o caso dos países orientais, como a China e a Coréia. E lá, há um machismo ainda mais enraizado. As chances de vermos uma mulher jogando o Competitivo Coreano/Chinês são quase nulas, e isso se reflete no Mundial também. Provavelmente a situação do Brasil seja a mesma que a dos Estados Unidos, por exemplo.

Soje
Arauto
Arauto

Olha o top 100 do challenger na Solo queue e tenta contar quantas mulheres tem. Te garanto que nenhum time iria dispensar alguma boa jogadora só pq ela é muié.

Soje
Arauto
Arauto

"tantas Streamers jogando melhor que vários caras"
Pra jogar CBLOL e mundial não basta "jogar melhor que vários caras", tem que jogar competitivamente contra os melhores do Brasil e do mundo né
Brave Bird
Lenda
Lenda

A própria comunidade gamer é PODRE mano. Os caras são tóxicos principalmente com mulheres, pra uma passar por essa lama toda só pra ser jogadora profissional tem que ser muito guerreira, é um estresse mental que salário nenhum paga.


EngShady
Dragão
Dragão

Não tem interesse feminino o bastante pra isso, o pessoal olha muito pra essas "garotas gamers" mas elas são só uma minoria que faz muito barulho, a grande maioria das mulheres ainda acha que video-game é coisa de criança e se você jogar qualquer coisa além de um joguinho mobile clichê você é um nerd frustado, é só sair conversando com as mulheres do seu círculo social que vai notar que pouca coisa mudou dos anos 90 pra cá.
#VoltaBoards


@EngShady  escreveu:
Não tem interesse feminino o bastante pra isso, o pessoal olha muito pra essas "garotas gamers" mas elas são só uma minoria que faz muito barulho, a grande maioria das mulheres ainda acha que video-game é coisa de criança e se você jogar qualquer coisa além de um joguinho mobile clichê você é um nerd frustado, é só sair conversando com as mulheres do seu círculo social que vai notar que pouca coisa mudou dos anos 90 pra cá.

kkkkkkkkkkkkk vixe man isso foi muito específico. Aconteceu com você foi?

Pelo visto vc não conversa com muita mulher.

A real é que os jogos online tem um machismo mer** é só ver os nick de uns aí. Em qualquer jogo que o cara vê que é uma mina do outro lado ele já começa a torrar e falar asneira, se perder pra mina pior ainda. Que mulher vai querer isso? Ninguém gosta de ser xingado atoa, muito menos por frustrado de internet, não é pq a mina não quer ou não sabe jogar, acho que é pq não vale o desgaste todo e depois ainda vim cara falar que "tá no time só pq é mina", "tá namorando o cara da org", "time quer fazer média blablabla".

Não sei se uma hora isso vai acabar, mas espero que melhore e que o pessoal que se questiona tbm faça algo quando presencia atitudes m*** dentro de jogo.

Tem uma mulher jogando o CBLOL atualmente pela Rensga, só não me lembro o nome dela agora


Tem muita mulher que joga, e quanto mais nova a geração menos preconceito com jogos elas têm, se 90% da base de jogadores for de homens, há muitas mulheres jogando em relação ao que já foi, essa observação do EngShady não esta errada, mas dúvido que seja o único motivo.

Se 5% ou 10%(sendo muito otimista) de 200 milhões de jogadores talvez seja menos que isso atualmente, estamos falando de um número na casa dos milhões de mulheres jogando pelo mundo todo.

Se não me engano o Overwatch tem uma base de 12% de jogadores do gênero feminino, enquanto o CS que é um jogo bem mais antigo tem menos da metade dessa porcentagen, o league deve ter um número um pouco melhor que CS e uma porcenatgem bem mais baixa que o OW, só não vou perder tempo procurando alguma pesquisa relacionada a esse assunto do league.

E realmente o ambiente já é tóxico, se tiver voice chat então... incel atormenta demais as jogadoras.

Você nem faz ideia...
#VoltaBoards