cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 
Iceborn
Tropa
Tropa

Baama - A Rocha de Shurima [Suporte Lutador] [Sugestão de campeão]

APARÊNCIA

Baama é representado por um monge idoso de físico bem definido. Partes de seu corpo, em especial da cintura pra baixo, estão transformadas em pedra.

 

 

HISTÓRIA

Nota: Não sou nenhum contador de histórias então por favor atenham-se às informações gerais e não tanto aos meus dotes narrativos por favor haha. Baama foi fortemente inspirado por Avatar: A Lenda de Aang e pelas lores da Taliyah, Azir e Xerath. Tentei focar mais no contexto em que Baama viveu e deixar mais espaço para que imaginem livremente os eventos principais que formaram a personalidade expressa no seu kit de habilidades.

 

Durante os anos anteriores à grande queda do Disco Solar, Baama foi professor da reservada escola de lutadores na capital shurimane que treinava através da arte indivíduos nascidos com um raro poder: a manipulação da terra através de uma magia nata e intuitiva. Considerados abençoados pelo próprio Disco Solar ou talvez ainda crianças nascidas no mesmo instante de uma ascenção, esses lutadores eventualmente se tornavam a elite de todo ofício que vinham a ocupar à parte dos estudos. Tal magia, quando estimulada, aumentava a expectativa de vida de seus usuários sob o preço da petrificação gradual de seus corpos. Eventualmente todos os mestres desta arte tornavam-se estátuas completas.

Quando Xerath ascendeu e o Disco Solar começou a cair, Shurima entrou em processo de ser engolida pelas areias. Baama, ciente da dimensão daquele acontecimento, convocou imediatamente os discípulos que se encontravam nos dormitórios da escola e começou a evacuar o máximo de pessoas que lhes fossem possível. Através de sua magia, milhares de vidas foram poupadas da morte por soterramento. Foi em uma dessa tentativas de resgate ainda durante o desmoronamento, escavando túneis e movendo pedaços enormes de escombros, que Baama se viu no centro da ruína da cidade. Com o peso do Disco Solar e de toda a cidade acima de sua cabeça, Baama resistiu por alguns segundos, abrindo caminho para que o restante de seus discípulos pudessem escapar. Os túneis então se fecharam e a cidade finalmente sucumbiu por completo diante do cessar da magia de Baama. Cessar este que duraria até o reerguer do reino com a ascenção de Azir, 3000 anos depois...

 

 

HABILIDADES

 

:Habilidades411: Passiva - Bloqueio de mão

Alcance: 650 unidades

 

Ao invés de atacar campeões inimigos, alvejá-los com o botão direito do mouse cria uma defesa rápida e emite uma onda de alcance corpo-a-corpo que intercepta o próximo ataque básico do alvo.

Baama reduz o dano recebido desse ataque básico em (105/110/115/120% do dano de ataque) e caso o valor do bloqueio seja maior que o dano que seria recebido e seu alvo esteja dentro de alcance corpo-a-corpo, Baama o contra-ataca com o valor de diferença (105/110/115/120% do dano de ataque - o dano do ataque inimigo) (dano físico) e aplica efeitos de contato.

 

Resumo: Alvejar campeões ainda que distantes cria uma onda que se comporta como o escudo do Braum contra o próximo ataque do campeão inimigo alvejado por um brevíssimo intervalo. A frequência com que essa barreira é erguida depende da velocidade de ataque de Baama.

 

:Habilidades38: Q - Palma Leve

Tempo de recarga: 10/9/8/7/6 segundos

Custo: 35 de mana

 

Avança uma curta distância na direção-alvo. Recebe então 10/15/20/25/30 (+ 20% do dano de ataque bônus) dano de ataque para seu próximo ataque, bloqueio ou contra-ataque. Ao contato, também empurra seu alvo levemente para trás.

Caso ataque uma rocha, ela será empurrada uma distância extra.

 

Resumo: Avança uma curta distância e recebe dano de ataque em seu próximo ataque, bloqueio ou contra-ataque, que também empurra o alvo para trás. Atacar uma rocha sob esse efeito a empurra mais longe.

 

:Habilidades121: W - Passagem Shurimane

Tempo de recarga: 20/19/18/17/16 segundos

Custo: 60 de mana

Alcance: 400/440/480/520/560 unidades

 

Imediatamente troca de lugar no mapa com um campeão aliado através de buracos no solo. Ambos recebem um pequeno escudo no valor de 40/60/80/100/120 (+ 55% do poder de habilidade) por 2.5 segundos após a troca.

 

Resumo: Você é o campeão aliado trocam de lugar no mapa instantaneamente e recebem um escudo.

 

:Habilidades452: E - Controle Sísmico

Tempo de recarga: 14 segundos

Custo: 50/60/70/80/90 de mana

Inicia uma canalização imóvel a fim de fazer emergir uma rocha flutuante à sua frente com a palma do pé.

Rochas bloqueiam terreno, perdem vida ao serem atingidas por campeões inimigos e tem 0 de armadura e resistência mágica. Elas também perdem 1% das suas vidas máximas por segundo. A vida da rocha depende do tempo de canalização e vai de 6/7/8/9/10% da sua vida atual (mínimo) a 12/14/16/18/20% da sua vida máxima (máximo), aumentando em (150% do dano de ataque bônus) (+ 25% do poder de habilidade) (+ 1% da vida máxima) a cada segundo de canalização. A largura da rocha é afetada pela sua quantidade de vida (similar ao Zac).

Baama também pode atacar a rocha. Ao fazer isso, a rocha perde 20% da sua vida máxima mas antes é arremessada para trás uma distância que é menor de acordo com o peso da rocha, parando no primeiro campeão inimigo no trajeto ou parede. Todas as unidades inimigas atingidas e ao redor da área de impacto recebem de 100% do dano de ataque a 100% do dano do ataque (+ 100% da vida atual da rocha) em dano físico, baseado na distância percorrida pela rocha.

 

Resumo: Faz surgir uma rocha que bloqueia terreno e tem uma barra de vida que se esvazia ao longo do tempo, ao ser atingida por campeões inimigos e por Baama. Caso Baama a atinja, ele a projeta para frente e causa dano aos inimigos que atingir. Quanto maior a vida da rocha, maior seu tamanho e menor a distância percorrida ao ser empurrada.

 

:Habilidades504: R - Abrir Caminho

Tempo de recarga: 150/130/110 segundos

Custo: 150 de mana

Raio da área de efeito: 350/375/400 unidades

Alcance: 300 unidades

 

Após um intervalo de animação, afunda a área alvo com enorme pressão, causando 150/250/350 (+ 90% do poder de habilidade) dano mágico e 90% de lentidão por 1 segundo.

Rochas e paredes atingidas são destruídas mas Baama recebe um escudo por 5 segundos igual à vida restante das rochas destruídas. Paredes do cenário começam a se reconstruir gradualmente logo após serem destruídas.

 

Resumo: Causa dano mágico na área-alvo, lentidão e destrói todas as paredes e rochas. A vida das rochas destruídas é convertida em escudo e as paredes do mapa se reconstroem gradualmente ao longo dos segundos seguintes.

 

 

BOM COM

  • Vayne
  • Camille
  • Poppy

Campeões que usam mecânicas envolvendo paredes e campeões que tem bom desempenho em lugares apertados fazem muito bom uso das habilidades de Baama.

 

BOM CONTRA

  • Ornn
  • Ezreal
  • Graves

Baama é particularmente bom contra campeões de mobilidade limitada ou que dependem de disparos de precisão (skillshots), visto que suas rochas oferecem bloqueios naturais contra esses campeões.

 

RUIM CONTRA

  • Talon
  • Fiora
  • Xerath

Baama tem dificuldades contra campeões que conseguem ignorar seus obstáculos geográficos e que possuem muitos meios de resetar ataques básicos (como Fiora), minimizando a eficácia do seu Bloqueio de Mão.

 

 

ESTILO DE JOGO

Graças à sua passiva, Baama tem um estilo essencialmente defensivo que consiste em equiparar o momento de ataque de inimigos ou a velocidade de projéteis inimigos com sua animação de bloqueio. Para isso, posicionamento, kite e timing são atributos importantes para dominar a mecânica do campeão.

  • Ao perceber que seu aliado está entrando em uma zona de risco, posicione-se entre ele e o inimigo com Passagem Shurimane ou Palma Leve e o alveje com o botão direito no momento certo para bloquear o próximo ataque vindo daquele inimigo. Caso o ataque em questão seja uma habilidade de projétil, use Controle Sísmico para levantar uma rocha entre você e o projétil a ser bloqueado.

Além de proteger seus aliados, a longo prazo o kit de habilidades de Baama o permite modificar o terreno para melhor o adequar às forças de seus companheiros e atrapalhar inimigos.

  • Compre itens de HP e canalize Controle Sísmico para criar bloqueios de terreno que diminuam as zonas de conforto dos inimigos, obrigando-os a se expor a fim de conseguir pequenos objetivos como eliminar tropas. Ataque rochas com ou sem palma leve para reposicionar essas rochas e aumentar seu poder de zoning.
  • Caso esteja no lado azul do mapa, ao fazer dragão, bloqueie as entradas da selva vermelha para o rio com rochas grandes. Inimigos serão obrigados a destruí-las antes de acessar o pit do dragão.

É possível que durante uma luta extendida, o terreno esteja muito deformado e/ou dificultando a performance da sua própria equipe.

  • Use Abrir Caminho para lidar com terrenos problemáticos em situações cruciais.

Por fim, Baama possui algumas poucas técnicas de ataque e engage que devem ser consideradas.

  • Ao lidar com campeões inimigos corpo-a-corpo, mantenha uma rocha entre você e seu alvo e ataque a rocha. Isso permitirá que Baama ataque seu alvo indiretamente ao invés de depender da sua passiva. Utilize o avanço de Palma Leve para manter sua distância.
  • Atinja inimigos à distância com Controle Sísmico + Palma Leve + Ataque Básico na rocha.
  • Siga um campeão aliado de alta mobilidade em sua investida contra o time inimigo. Uma vez que ele se encontrar no meio do time inimigo, utilize Passagem Shurimane e Abrir Caminho para causar dano e controle de grupo em área (e receber um escudo para a luta seguinte caso existam rochas nos arredores).
2 RESPOSTAS
RKrmona
Tropa
Tropa

Wow parece ter um skillcap muito bom!
RaionZ
Tropa
Tropa

Catapimbas, seria de fato uma nova mecânica muito legal de se ver em jogo!!