cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 

Conceito de nova campeã - Mayh, o Abrigo do oblívio

História
Um químico louco em algum lugar obscuro e desconhecido do Sumidouro resolveu realizar experimentos envolvendo toxinas pesadas presentes naquele lugar, tendo como suas únicas cobaias pequenas crianças órfãs sequestradas pelo mesmo, dentre os inúmeros teste feitos em seu laboratório clandestinamente um único sobreviveu, uma pequena garotinha com olhos frios e pouco expressiva, lhe trazendo imensa alegria, porém esse sentimento não duraria mais que poucos instantes, pois após constatar que sua obra era um sucesso seu rosto refletia uma expressão de horror e angustia congelada, sua carne apodreceu rapidamente e seu pulso desapareceu, todo o futuro que havia visto se perdeu com um misero e suave toco, um encontro inesperado com a mão da morte. Sobrevivendo dos restos dos restos, e quando não podia segurar sua fome, saqueava e matava casa e cabanas improvisadas naquele lugar, se tornando mais uma lenda espalhada entre os níveis do distrito subterrâneo, até que tal superstição ser tornara fato graças a um incidente envolvendo um investigador vasculhando os mais baixos níveis de Zaun e uma gangue a mando de um barão em busca de mais material de pesquisa e cobaias não solicitadas, tendo a infelicidade de vislumbrarem o oblívio quando uma garotinha passava pelo fogo cruzado atrás de comida. Com conflito finaliza e os aprimorados despedaçados a criança é abordada pelo investigador que nota uma aparente conexão com os experimentos descritos no relatório dado a ele pelo cientista desaparecido naquelas proximidades, não foi fácil nos primeiros dias, mas com o tempo analisando e lhe dando o suporte necessário com equipamento a garota cresceu sobe os seus cuidados até entrar para a força policial da Cidade do Progresso como uma investigadora, agora atendendo ao nome de Mayh, exercendo sua função como ninguém sendo considerada um prodígio em sua área, somente as vezes tendo que apelar para meios mais violentos para obter o que deseja, mesmo que isso signifique usar suas "mãos".

Mayh possui cabelos de raiz escura, no entanto, completamente pintados de verde escuro, sendo estes bem grandes e ondulados, tem uma pele morena (sendo possível apenas perceber através do seu pescoço e da região da barriga que esta sempre amostra). Possui uma pintura facial branca em todo seu rosto e usa um grande visor de lentes escuras, utiliza de um enorme sobretudo surrado de cor marrom como se fosse uma capa, uma regata preta que não cobre seu umbigo, seus braços são envoltos por várias ataduras até a região do ante braço, a partir deste ponto passando um pouco o cotovelo há cilindros tecnológicos bem longos envolvendo suas mãos e antebraço (sendo estas duas estruturas muito pesadas, o que acaba por influenciar em sua movimentação lhe dando um aspecto de uma coluna curvada).
Como sua postura acaba tendo problemas pelo que carrega em mãos Mayh quase sempre as ergue para o alto trabalhando o peso do corpo e do próprio material com a intenção de atingir a cabeço ou regiões superior do corpo, usando como referencia a fisionomia humana é claro. Sua animação de crítico mostra ela batendo com ambos os braços em seus respectivos cantos no alvo selecionado como se estivesse querendo atingir os duas áreas do rosto de seu oponente o esmagando, não há muitas diferenças de tais animações em relação com sua passiva. Falando em suas mãos, quando sua passiva entra em jogo é revelada a aparência comum de seus braços, destruindo as estruturas de ferro cilíndricas que os prendiam, sendo estes formados por uma composição química que lembra uma gosma negra borbulhante liberando constantemente odores visível na forma de fumaça, a única mudança na animação nesse quesito são que ambas as mãos alteram sua forma por milissegundos e voltando ao normal tendo uma movimentação mais fluida.

Região: Zaun & Piltover
Classe: Lutador/Assassino
Rota(s) : Superior (Topo)

Status base
Vida: 614 (+ 88)
*Sem Uso de Mana
Vida Regen.: 9 (+ 0.5)
*Sem Uso de Mana Regen.
Armadura: 47 (+ 3)
R.Mágica: 33 (+ 1.25)
Dano p/ataque: 45 (+ 2.5)
Velocidade de Ataque: 0.625 (+ 1%)
Alcance: 125 unidade (corpo-a-corpo)
Velocidade de Movimento: 320

Habilidades

Mal Presságio [Passiva]
Ao causar ou receber dano de unidades inimigas a faz acumular "pontos de ruptura", carregando uma barra de energia até chegar a um determinado limite, assim que for atingido o ponto máximo de acúmulos Mayh se liberta do que contem sua assombrosa força. Agora sem proteções sua resistência mágica e armadura sofrem com uma leve queda, porém sua velocidade de movimento e ataque são elevados drasticamente, bem como seu dano base que por sua vez se torna anormalmente alto até um certo tempo limite, quando finalizado ela deve tornar a utilizar os cilindros.

Pontos de Ruptura: máximo de 200-150 (1-6 de acúmulo por ataque/2-10 de acúmulos por habilidade) (Aumento nos níveis 6, 11 e 16)
Promoção & Redução de Status: VdM: 320 > 360 | VdA: 0.625 > 0.69 | DpA: 45 (+ 2.5) > 115 (+ 2.1) | Armadura: menos 25% | Resistencia Mágica: menos 20%

Sabre de Baixo Nível/Levantar da Morte [Q]
A jovem aciona o mecanismo embaixo da sola de seu sapato fazendo surgir uma pequena lâmina, em seguida saltando em uma curta distância golpeando um inimigo com a mesma causando dano físico e aplicando sangramentos por alguns instantes. Quando Mal presságio atingir seu limite máximo a habilidade é alterada, agora consistindo na enterrada de suas mãos no subsolo, fazendo as mesma se ramifiquem em uma determinada área emergindo logo em seguida como espinhos causando dano físico pelos arredores baseado em seu dano base (+ 10 de dano para cada 100 de Vida adicional).

Tempo de Recarga: 9/8/7/6/5 segundos
Alcance: Avanço (300 unidades) | Largura da área (450 unidades)

Segredo Fortificante [W]
Ela ingere rapidamente uma pílula especial escondida entre seus dentes recebendo temporariamente armadura e resistência mágica bônus, além disso Mayh recebe "pontos de ruptura" adicionais baseada em 10-50% de acúmulos já obtidos em combate.
Enquanto estiver com o máximo de acúmulos da passiva essa habilidade permanecerá desabilitada.

Tempo de Recarga: 28/26/22/16/8 segundos

Carga Dupla de Controle/Redefinir Aproximação [E]
Mayh magnetiza duas mini bombas na forma de discos nas estruturas que prendem seus braços, após isso seus próximos dois auto ataque causam dano físico adicional base em sua Vida Máxima e fixam tais explosivos na unidade adversária fazendo com que se obtenha visão mágica da mesma durante vários segundos, conjurando a habilidade novamente após um tempo para acionar as mini bombas as fazendo detonar causando dano físico em área ao redor do alvo selecionado, sendo maior em alvos com pouca vida. Ao ativar a habilidade, caso tenham o máximos de acúmulos da passiva, ela criar um estimulo em seus braços os fazendo crescer, os lançando até uma direção alvo parando na primeira unidade atingida causando dano físico, caso hajam uma ou duas unidades inimigas próximas do alvo pego os braços se ramificam capturando os mesmo no processo, por fim os puxando para bem próximo de seu alcance de ataque.

Tempo de Recarga: 16/15/13/10/6 segundos
Alcance: AA (125 unidades) | Puxão (650 unidades)

Ultimate [R]
Passivamente ao habilitar a habilidade o Abrigo do Oblívio recebe tenacidade permanente que se eleva conforme o nível da habilidade, tendo em vista que a quantidade de tenacidade bônus é menor enquanto Mayh permanecer com os cilindros em mãos.
Ativamente Mayh expande ao máximo o tamanho de uma de suas mãos atingindo violentamente o solo em uma dada área a sua frente causando dano físico em área baseado no dobro de seu dano base e atordoando todos os inimigos pegos pela conjuração.
Essa habilidade só pode ser conjurada quando tiver alcançado o máximo de acúmulos da passiva.

Tempo de Recarga: 240/180/120 segundos
Alcance: Extensão (500 unidades) | Largura da área (300 unidades)

Runas

 

Spoiler
Mhay 1.PNG

 

Mhay 2.PNG

 

 

 

Algumas interações

 

Spoiler

Ao sair da base:
~ Existem cinco inimigos para serem varridos e pequenos obstáculos para derrubar, nenhuma estimativa por hora de um possível resultado desse conflito huhuhu até agora.

Ao se mover por longas distâncias:
~ Número de série 0913, experimento bem sucedido envolvendo parasitas microscópicos em um estrutura gelatinosa complexa, ação de contato corrosivo que leva ao óbito quase instantaneamente. (Suspiro) Aguardando
resultados.

Ao encontrar Singed:
~ Perdão, mas seu fornecedor teve que ser eliminado por algumas violações, nada pessoal

Ao encontrar Urgot:
~ Um disparo para cada perna, porem períodos de reabastecimento independentes, só é preciso quebra-las

Ao encontrar Warwick:
~ É, pelo visto o que foi dito no relatório "dele" estava correto
~ Um cão treinado contra um selvagem, a diferença esta na intenção da sua mordida

Ao encontrar Zac:
~ Uma composição tão complexa que se torna consciente, é cada uma que eu encontro
~ Eu também tenho algo semelhante, contido das mãos ao meu sistema nervoso, nem vai querer saber

Ao encontrar Piltovenses:
~ Eles sempre pedem "Pelo amor, muda de roupa", mas é difícil fazer isso com essas coisas limitando meus movimentos

Ao encontrar Caitlyn:
~ Antes que pergunte, não, não tenho um relatório pronto ainda, meu datilógrafo morreu uns dias atrás

 

Considerações/Curiosidades:

  • A primeira coisa que é preciso ter em mente sobre o conceito é que tal personagem foi pensada como sendo um espada de dois gumes, ou seja, ela é a personagem mais fraca e a mais forte do jogo inteiro levando em consideração a sua passiva;
  • Para balancear tal conceito é preciso pensar que seus status base antes e pós passiva acumulada são de certa forma diferentes, sendo a maior diferença na sua velocidade e dano base apesar de eu como criadora também querer ressaltar os pontos de armadura e resistência mágica por mais que as divergências sejam mínimas;
  • Uma curiosidade sobre o número inserido que foi falado por ela é que de acordo com o número de campeões se fosse só os de Piltover ela seria o nono e em Zaun ela seria o décimo terceiro a ser lançado;
  • Não foi falado muito sobre sua personalidade, mas resumidamente ela é bastante sarcástica, analítica com relação a qualquer inimigo que cruzar seus caminho lhe dando um aspecto de faladora irritante jogando informações obvias ou não na cara do oponente;
  • Esta personagem é uma tentativa minha de querer colocar mais números nas habilidades, porem ainda me acovardo na parte de por essas numerações no dano e tempo de controles de grupo nela, pois ainda sou inexperiente.

Então é isso pessoal, comentem o que acharam, se tiverem uma duvida é só me perguntar, e compartilhem com mais pessoas.

(\(\
(Ô.Ô) Battle!
(U U)
Etiqueta (2)
4 RESPOSTAS
Kayne02
Arauto
Arauto

Meu deus. 29 de Novembro vai ser conhecido com o dia nacional dos novos campeões

Rydrake
Barão
Barão

Ficou bacana. Eu só não gosto desse conceito de dano com base na vida, que deveria ficar preso a alguns poucos campeões, mas tá se tornando o padrão, aqui: " Mayh magnetiza duas mini bombas na forma de discos nas estruturas que prendem seus braços, após isso seus próximos dois auto ataque causam dano físico adicional base em sua Vida Máxima "

Fora isso, tá legal.

@KominatoRuuko Olá amigo!

A quantidade de detalhes que você colocou tanto nas habilidades, quanto na história, me fascina. "Ativa um mecanismo da sola do sapato e faz surgir uma lamina". As grandes coisas estão nos pequenos detalhes!.

é um conceito equilibrado, coeso e muito criativo. A história é mais uma criança órfã que é vítima de experimentos químicos de cientistas loucos... ja li uns três desse estilo, só hoje. No entanto, isso não estraga nem um pouco a experiência de leitura e o resultado final da obra, Você sabe utilizar bem as palavras e isso não deixa o texto cansativo. E o mais importante: Nós conseguimos sentir empatia pela personagem.

 

 

"A Lua concentra escuridão no gume de sua curvatura" - Alune

Hanayosan
Tropa
Tropa

Eu tenho que admitir que esse tipo de ideia de criar um personagem que é o mais poderoso e o mais fraco é bem legal, mas não só é praticamente a mais fraca no quesito dano base antes da sua passiva como também na sua velocidade sendo igualmente a mais inferior entre os demais campeões chegando a refletir tal debilidade nas runas as quais ela necessita para ter um gameplay mais "fluido", longe disso ser algo negativo para uma dita faca de dois gumes, acaba na verdade sendo até algo necessário para um balanceamento desse tipo. Em suma achei muito interessante, você me surpreende cada vez mais.

'Hana yori dango'
Tradução: Melhor doce do que flores.