cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 
Luke seven star
Aronguejo
Aronguejo

[What If...] History changes for League of Legends/Mudanças de história no League of Legends

Créditos ao @EDG Howler 

 

Olá pessoal,

Venho aqui hoje para partilhar novamente com vocês uma ideia que tive em relação a modificações nas histórias canônicas do jogo, discutindo sobre as mesmas inicialmente com meu irmão nos baseando na serie de quadrinhos da Marvel Comics conhecida como “What If”, claro que queríamos ter colocado para compor o projeto um numero muito maior de histórias alteradas, mas considerando nossa disponibilidade e o próprio interesse, ou falta dele, da comunidade decidimos que seria sensato fazer uma seleção de apenas três.

 

Listagem:

  • Fantasma do Tempo
  • Colossos Demacianos
  • Mãe Darkin

 

#01 Fantasma do Tempo

“E se...o demônio conhecido como Nocturne nunca tivesse existido e ao invés disso uma outra versão do mesmo vagasse por Runeterra, pertencente a linha de skins Hextech, como uma espécie de fantasma que assombra o Ekko”

What If_League of Legends_Okke.png

 

A ideia seria criar uma espécie de efeito colateral que ocorre toda vez que Ekko faz uso da ampulheta tecnológica Revo-Z, ou seja, quando a crono-quebra é feita a linha do tempo onde ocorreu a falha do personagem com relação a algum objetivo em especifico, como salvar a vida de um amigo por exemplo, se liga a muitas outras versões do garoto de realidades com mesmo perfil, que através do ódio pelo sucesso da versão atual acabam gerando dessa forma essa monstruosidade. Em tese essa nova criatura acharia uma falha, uma fresta, no tecido do tempo-espaço e a atravessaria afim de caçar o Ekko original e mata-lo, sendo a única forma de encontrar alguma satisfação em sua existência.

Por conta da caçada implacável da anomalia temporal ele provavelmente sofreria diversas perdas de entes queridos não importando quantas vezes voltasse no tempo, justamente porque a criatura atacaria sem hesitar todos ligados ao garoto sendo capaz de criar um verdadeiro alvoroço na cidade afim de concluir seu objetivo mortal. Provavelmente o rapaz que estilhaçou o tempo fugiria ou atrairia a atenção de seu perseguidor para fora de Zaun, fazendo dele um fugitivo em sua terra natal, pelo menos até ele descobrir uma forma de lidar com o monstro criado por ele, tendo em mente que há possibilidades do campeão se locomover para Piltover, Noxus ou Shurima, podendo ou não interagir mais com os personagens de tais regiões para conseguir reforço, mas nada que se confirme.

É importante ressaltar que com todas essas mudanças quaisquer eventos envolvendo as aparições do demônio dos pesadelos, Nocturne original presente no jogo, seriam extinguidas da história de Runeterra e em seu lugar haveriam rumores circulando especificamente pelas ruas de Zaun e Piltover sobre uma criatura aparentemente cria de um experimento clandestino envolvendo Hextech e métodos misteriosos.

 

#02 Colossos Demacianos

“E se...campeões que compõem a linha de skins Reinos Mecha, desconsiderando ou apagando a existência dos personagens originais, fossem todos estatuas colossais de petricita criadas por Durand na mesma época que construiu o Galio”

What If_League of Legends_Colossos.png

 

No geral, considerando esse nova realidade, Durand levaria bem mais tempo e provavelmente seus descendentes teriam herdado seu legado e concluído seu trabalho ao esculpirem seis guardiões de petricita gigantes após sua morte, e eventualmente cada um receberia vida por conta da magia nulificada dentro de si, tendo cada colosso seu nome e personalidade baseados em parte nos campeões originais. Observando por esse ângulo, muito provavelmente essa versão do escultor lendário demaciano sabia muito bem oque aconteceria com suas criações ao serem expostas a uma certa quantidade de magia com o passar dos anos.

Como consequência disto, com a existência desses seres espalhados por toda a região, Demacia acaba se tornando de fato uma fortaleza impenetrável contra invasões mais diretas, e a repressão sobre os magos acabaria por ser algo muito mais extenso e eficiente devido a pro-atividade de alguns dos colossos que serviriam aos interesses do reino, ao menos até a revolução liderada por Sylas de Dregbourne com os conhecimentos sobre a petricita extraídos com a ajuda de Luxanna Stemmaguarda, o que poderia ou não complicar ainda mais as coisas em Demacia.

Agora considerando as demais mudanças, devido a modificação da humanidade de Garen Stemmaguarda como irmão mais velho de Lux a relação de ambos seria muito distinta, o que não torna impossível eles serem muito próximos, todavia acaba sendo um tipo de contato menos ligado a um laço familiar, fora a exclusão de seu relacionamento escondido com Katarina que não afeta muito a história de qualquer forma. Draven não seria irmão de Darius nessa realidade, obviamente, ocasionando na mudança da escolha de um carrasco nas arenas de Noxus, com isso o colosso acaba por ser um gigante que cumpre seu dever a troco de adoração expressando algumas das características psicológicas mais marcantes do campeão original. Leona nunca seria o Aspecto do Sol, com isso Diana provavelmente não se tornaria o Aspecto fugitivo da Lua, e mesmo que se convertesse nele com a inexistência de sua perseguidora em busca da verdadeira história dos Solari e Lunari provavelmente faria com que as ações da personagem fossem mais questionáveis e violentas tendo uma probabilidade de futuro onde a campeã reestabelece a fé através da força oprimindo a crença no sol ao menos até a chegada de uma nova Alvorada Radiante. Sett nunca seria o chefe nas arenas de combate e apostas noxianas em território ioniano. Por fim, Jax nunca teria sido um icathiano que sobreviveu após a vinda do vazio para o continente de Shurima, mas o mesmo manteria a identidade de grão-mestre das armas, sendo o único dos gigantes de pedra capaz de manusear diferentes tipos de armamentos, obviamente de proporções gigantescas, e lutar de maneira diversificada e isso também poderia ser um indicativo do personagem dessa realidade ter uma relação mais próxima com a casa Laurent.

 

#03 Mãe Darkin

“E se...a futura Mãe de Guerra dos avarosianos, Ashe, tivesse encontrado ao invés do arco de gelo-verdadeiro no túmulo de Avarosa o arco que continha a alma do Deus Caído Vaarus”

What If_League of Legends_O Arco.png

 

Essa realidade leva em consideração como ponto-de-virada o exato momento em que a personagem encontrou o arco e passou a ser uma glacinata completa conseguindo se livrar de seus perseguidores de Praeglacius, lembrando dos eventos que são ilustrados nos quadrinhos Mãe de Guerra. A proposta se dá em impor uma ameaça eminente de uma personagem que está lutando pelo controle do corpo e alma, assim como Kayn em sua história, tendo um posto de liderança nas terras gélidas, com uma arma Darkins em mãos diversos episódios de surtos pela posse do corpo de Ashe aconteceriam e sua presença seria rapidamente notada como um inimigo extremamente perigoso para Lissandra e as demais Mães de Guerra pelo nível de destruição assustadoramente alto da campeã se equiparando um pouco mais com os Semideuses Freljordanos.

Com tais alterações a relação de Ashe com Trydamere possivelmente seria um pouco mais conturbada devido a introdução de Vaarus como arma consciente da personagem deturpando sua sanidade, uma vez que o guerreiro Berseker já estaria teoricamente familiarizado com a existência dos Darkin acaba por seu envolvimento com Ashe ter um pouco de interesse pessoal, em especial vendo na situação como uma possibilidade de atrair outro dos Deuses Corrompidos em específico, o Aatrox. Tratando-se da relação de Sejuani como sua irmã de batalha o problema mora justamente no conflito interno da avarosiana com o Darkin que não hesitaria em matar quem ameaça a existência de seu novo corpo, e ainda levando em conta os eventos dos quadrinhos existe a possibilidade de tais fatos levarem a morte de sua amiga, mas caso não, ela poderia adicionar sua tribo as forças de Ashe, então sobe essa circunstância a reencarnação de Serilda uniria os Garras do Inverno com os Avarosianos de um jeito bastante forçado.

Naturalmente, se tratando dos eventos que seriam excluídos, com todas as mudanças anteriormente citadas o Templo Sagrado de Pallas na região de Ionia seria apenas mais um dos muitos alvos da expansão de Noxus, e talvez ambos os guerreiros que guardavam o lugar com suas vidas, Valmar e Kai, simplesmente tivessem morrido durante o ataque das tropas estrangeiras.

 

Notas

  • O nome “Nocturne” na primeira história seria modificado para referenciar o personagem Ekko, pensando dessa forma acreditamos que sua denominação seria “Okke” (o nome do campeão de Zaun ao contrário) ou algo mais complexo do que isso;
  • Por mais obvio que isso pareça, todos os outros cinco colossos ao lado do Galio apesar de referenciar as skins “Reinos Mecha” nenhum deles manteria o aspecto tecnológico o qual foram apresentados em seu universo, provavelmente nem mesmo manteriam as mesmas paletas de cores também.
  • Como o ponto do poste não é para comentar sobre mecânicas de jogo considerando os efeitos dessas alterações, embora seja interessante tocar no assunto, não foi pensado nada relacionado a isso de forma aprofundada, logo não teve espaço no tópico;
  • Por mais que Ashe seja retratada como uma figura de liderança bastante justa com uma causa nobre e bem definida levando em consideração a influencia constante do Darkin, peço para que tenham a mente aberta, essa personalidade pode e deve ser alterada mesmo que sutilmente;

 

Link do post anterior aqui.

Link do post passado (outra ideia de What if) clicando aqui.

Etiqueta (3)
Tags (1)
0 RESPOSTAS