cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 
Hatlen
Tropa
Tropa

Riot preguiçosa (nerf em suportes de heal e shield)

A riot sempre me pareceu uma empresa preguiçosa, tomando o caminho mais fácil ao invés do caminho correto em várias decisões, e esse nerf nos suportes de heal e shield é mais uma demonstração disso.

Não me entendam errado, não gosto desse tipo de campeão e nunca usei, acho campeão de gente sem dedo que gosta de ser carregada sem ter nenhuma noção de jogo, mas há várias maneiras de mudar isso, a mais correta delas seria fazer um rework nesses campeões ao invés de simplesmente nerfar eles e deletar eles do jogo.

 

Esses campeões são conhecidos por terem pouca ou quase nenhuma mecânica  e ao mesmo tempo serem muito fortes, o que torna eles ridículos e qualquer jogador sem noção pode chegar até o diamante usando eles, então a melhor solução para isso seria adicionar mecânicas nos escudos e curas desses campeões, assim como é o escudo do shen que bloqueia ataques básicos, vc precisa ativar mas precisa também posicionar a espada no lugar correto na team fight.

Um exemplo de um rework seria fazer com que a bolha da nami fosse um escudo, onde vc teria que acertar em um aliado e a bolha protegesse ele de alguma maneira por um curto tempo. Ou a Lulu apenas poder usar skills no alvo onde está a Pix, desse modo ela não pode dar shield em um aliado e ao mesmo tempo usar a polimorfia em um inimigo, ela teria que escolher um ou outro. Ou seja, adicionar tomadas de decisões e mecânicas para esses campeões ao invés de nerfar de modo preguiçoso e incompetente, porque desse modo esses campeões seguem sendo brain dead, apenas estão mais fracos.

 

Era isso que eu tinha pra dizer, deixe sua opinião nos comentários.

 

Edit: E pra quem ta chorando aí por eu ter escrito "gente carregada" ao invés de "carregado" é porque gente é um substantivo feminino, se vcs não aprenderam isso na escola ainda, a língua portuguêsa é uma língua que possui gêneros nas palavras, e "gente" possui gênero feminino. Não se pode quebrar as regras da língua portuguesa e trocar o gênero da palavra para agradar meia duzia de ignorantes.

58 RESPOSTAS

Sim.

O fato do master yi ser sem dedo não nega o fato de janna e lulu serem sem dedos também, o fato é que master yi também deve levar rework.
Exemplos de champs com dedo que vc pediu, thresh, bardo, nami, etc.
O seu problema e de várias outras pessoas foi que nem leram o post direito, eu disse que o problema de champs de shield e heal é que eles são extremamente fáceis de jogar e ao mesmo tempo muito fortes nisso, diferente de champs como yi que se vc não souber jogar vai apenas se matar o tempo todo e ficar 1/10, pq ele é um champ ativo, ele precisa criar jogadas, ao contrário de janna lulu que são passivos e não correm risco algum.

E o fato de eu ter escrito gente carregada ao invés de gente carregado é pq "gente carregado" está incorreto, aprendam português antes de falar bobagem por favor.

Onde tá escrito que eu pedi um rework rápido?

Eu sou main sup, eu sei como é, mas se quer minha opinião, receber crédito nessa comunidade tóxica não serve pra nada, deixe que pensem que o adc que tá carregando, dá risada e segue fazendo seu jogo.

 

Eu disse que são champs de gente carregada pq são champs passivos, vc não corre risco algum na partida, vc não precisa criar jogadas, apenas responder a elas, e esse é o problema desses champs, são muito fáceis de jogar e ao mesmo tempo muito fortes e não correm risco algum, diferente de campeões como pantheon, que são fáceis mas vc precisa se jogar em cima dos inimigos e criar jogadas, e se vc não tiver noção de quando fazer isso vc fica 0/10.

Gente possui gênero feminino, vai estudar português pelo amor de deus.

Thresh, Bardo, Nami

Pra mim o dono do tópico falou um monte de besteira, mas vamos ao que a riot está fazendo.
Porque o nerf nos escudos e shields é necessario na minha opinião de jogador. Em todos os jogos que possuem bons personagens de peel se tem um grande problema para balancea-los, porque esse tipo especifico de personagem tem a possibilidade de consertar erros dos aliados, e isso é muito forte. Janna, Lulu & Nami são incríveis nisso.
Tanto que resolvi tryhardar com supp no Prata justamente por ser muito fácil no meu elo impactar no jogo com esses personagens, já que meus aliados sempre vão fazer erros idiotas e meus inimigos também, e eu só tenho que ir lá consertar tudo e ficar safe... mas não deveria ser assim, eu mal treino de suporte e minha win rate subiu drasticamente.
Quando estou jogando com esses personagens, mesmo quando tem três lanes afundadas eu consigo fazer meu time virar, sendo que não consigo fazer isso com a minha main lane.
Por isso eu acho bacana os nerfs que virão, e veremos como vai ficar.

Você não leu o tópico né?
Eu não disse em nenhum momento que os nerfs não eram necessários, pelo contrário.

O problema desses campeões é como vc disse, é muito fácil impactar no jogo com esses campeões, são campeões passivos, vc não corre risco algum e não precisa criar jogadas com eles, só responder a elas, e desse modo vc não precisa de noção de jogo para subir de elo.
Eu só acho que a melhor maneira de corrigir isso era fazendo um rework, adicionando mais tomadas de decisões e mecânicas a esses champs, ao invés de deixar eles sem mecânica e apenas nerfa-los. Ao meu ver a riot tomou o caminho mais fácil ao invés do caminho correto.
D12
Arauto
Arauto

Mas diminuir o tempo que o Shield dura ou fazer ele diminuir durante o tempo é uma forma de adicionar mecânica mesmo que continue sendo algo simples...

De resto Riot só tá arrumando a besteira que fez quando deixou Suporte extremamente forte pra começarem a jogar na role praticamente na marra, antes mesmo de pensar em resolver um problema com o design desses campeões é necessário arrumar números...

→Thepgfk←

engraçado qd tu fala do sem noção sendo q esses suporters q fazem a diferença na tf e no controle de objetivos

Ata.

É que pra mim eu jogo de modo agressivo com tais suportes e assim é mais dificil criar jogadas com eles, isso que eu quis dizer.

Com um tank é melhor fazer tais jogadas.

Só tem um problema. Você assumiu algo como verdade e fundamentou toda sua argumentação nisso. Criar jogadas nem sempre é mais fácil do que reagir a elas. Eu concordo com a questão do risco envolvido, que é outra variável. E é isso que a Riot quis arrumar. O risco de se jogar com suportes peelers estava muito pequeno. Na minha opinião, o principal motivo era a facilidade com que os hypercarries escalavam do early pro mid/late game. Esse risco tinha que aumentar, e por isso nerfaram várias coisas dos hypercarries. Com essa montanha de nerfs, tiraram os hypercarries do jogo e com eles, provavelmente irão também os suportes peelers.

 

Eu jogo com diversos suportes, e pra mim é bem mais fácil startar uma luta ou engajar de Thresh ou Nami, por exemplo, do que bloquear um gap closer com o Q da Janna.

Acho uma asneira sem tamanho falar que Sup peeler não tem noção de jogo e nem precisa de tal para ganhar. Na minha visão como main supp e jogador de lol a praticamente 5 anos, as roles que mais precisam de noção no game é suporte e jungle.

Controlar visão, controlar objetivo, evitar gank, proteger os aliados, desarmar inimigos e desenvolver jogadas para ganhar lutas ou dar kite back. Todos os suportes, sem exceção precisam fazer isso durante o jogo inteiro, o unico porém é que os utilidades talvez tinham mais força para exercer algumas dessas funções, logo o nerf em Janna/Lulu/Karma. E as três possuem mecânicas, mas não é tão facil como diz não. Saber dar o escudo na hora certa, desengajar/engajar na hora correta fazem uma ENORME diferença. Tudo bem que shield e cura em point-click é fácil por assim dizer, mas tem todo o lance de posicionamento adequado e saber fazer a diferença. Eu subi de elo só jogando de Nami/Morgana por estarem ridicularmente fortes e ja tinha afinidade com ambas desde quando começo a jogar. Nerf necessário para balancear e é isso.


@Seises@  escreveu:

Só tem um problema. Você assumiu algo como verdade e fundamentou toda sua argumentação nisso. Criar jogadas nem sempre é mais fácil do que reagir a elas. Eu concordo com a questão do risco envolvido, que é outra variável. E é isso que a Riot quis arrumar. O risco de se jogar com suportes peelers estava muito pequeno. Na minha opinião, o principal motivo era a facilidade com que os hypercarries escalavam do early pro mid/late game. Esse risco tinha que aumentar, e por isso nerfaram várias coisas dos hypercarries. Com essa montanha de nerfs, tiraram os hypercarries do jogo e com eles, provavelmente irão também os suportes peelers.

 

Eu jogo com diversos suportes, e pra mim é bem mais fácil startar uma luta ou engajar de Thresh ou Nami, por exemplo, do que bloquear um gap closer com o Q da Janna.


Palmas para esse ser maravilhoso que entende oq é mecânica com esses campeões. Vai lá pro diamante e tenta continuar no elo só jogando E nos caras e ficando atrás do adc em tempo integral. O cara simplesmente não tem visão do counter engage que a Janna tem... Ou Lulu. Não sabe que da pra usar o Q da Janna e o R da Lulu pra parar certos engages, mas só para com o timing certo. Não tem como conversar quando a pessoa não entende doq você ta falando...

Main Suporte realmente acha que é mais difícil reagir do que ser proativo, rofl
→Thepgfk←


@D12@  escreveu:
Main Suporte realmente acha que é mais difícil reagir do que ser proativo, rofl

É muito simplório dizer que agir é sempre mais fácil que reagir. E ainda mais simplório dizer que suportes acham isso ou aquilo, mesmo porque muitos suportes são playmakers e jogam proativamente a maior parte do tempo. Neste mesmo tópico tem jogadores main suportes dizendo que acham mais fácil reagir.

 

Vou dar outro exemplo: Leona do time azul coloca o mouse encima do Draven do time vermelho e aperta E. Janna do time vermelho em menos de 1 segundo posiciona e lança um Q no trajeto da Leona, cancelando o engage. Não vejo muitos argumentos pra dizer que a jogada da Leona foi mais difícil do que a da Janna.

 

É tudo bem relativo. Às vezes é mais fácil agir, e outras vezes reagir. Depende dos bonecos e das situações.


@Seises@  escreveu:

@D12@  escreveu:
Main Suporte realmente acha que é mais difícil reagir do que ser proativo, rofl

É muito simplório dizer que agir é sempre mais fácil que reagir. E ainda mais simplório dizer que suportes acham isso ou aquilo, mesmo porque muitos suportes são playmakers e jogam proativamente a maior parte do tempo. Neste mesmo tópico tem jogadores main suportes dizendo que acham mais fácil reagir.

 

Vou dar outro exemplo: Leona do time azul coloca o mouse encima do Draven do time vermelho e aperta E. Janna do time vermelho em menos de 1 segundo posiciona e lança um Q no trajeto da Leona, cancelando o engage. Não vejo muitos argumentos pra dizer que a jogada da Leona foi mais difícil do que a da Janna.

 

É tudo bem relativo. Às vezes é mais fácil agir, e outras vezes reagir. Depende dos bonecos e das situações.


Não dá tempo da Janna dar o cast do Q DEPOIS do E da Leona, ou ela se prepara antes ou a única reação que teria é com a Ultimate, e mesmo que fosse o caso do Thresh usando o próprio E pra parar o E da Leona você está levando as coisas pro lado mecânico sendo que a dificuldade agir/reagir se refere ao risco envolvido e o Thresh usando o E ainda é uma PREDIÇÃO porque ele já estava preparado pra um possível E da Leona, REAGIR tão rápido é simplesmente impossível pra um humano

 

De forma geral, a menos que você esteja na desvantagem é muito mais simples jogar reagindo ao que seu oponente faz porque quem precisa gastar os próprios tempos de recarga e se colocar em risco é ele porque ele está invadindo o território que até então é seu...

 

Não adianta você tentar invalidar o que falei acima com situações como a Botlane inimiga pegar lv2 antes e dar engage porque isso se encaixa na parte em que eles tem vantagem. Em um nível de jogo decente é mais fácil jogar errando menos do que acertando mais, por isso jogadas são tão apreciadas no competitivo e por jogar exatamente dessa forma Apdo, considerado o melhor jogador da soloQ, é conhecido...

 

É a mesma coisa em tópicos sobre Suportes serem a role mais fácil, ficam levando tudo pro lado mecânico e criando exemplos pra validar os argumentos sendo que a facilidade da role está na liberdade que eles tem por não serem alvos primários nem PRECISAREM de proatividade pra conseguirem desempenhar sua função (principalmente de enchanters), e isso entra tanto na parte de não precisar farm quanto na parte de depender de outro jogador pra conseguir fazer algo...

→Thepgfk←

To sem palavras pra quanta bull**bleep** acabei de ler, mas a gente releva né. A única coisa que salvou foi o fato de em late game ganha quem erra menos.
E quem disse que peel só joga recuado, que não é playmaker agressivo? Caraca, os caras não entendem mesmo, não entra na mente fechada deles.


@D12@  escreveu:

@Seises@  escreveu:

@D12@  escreveu:
Main Suporte realmente acha que é mais difícil reagir do que ser proativo, rofl

É muito simplório dizer que agir é sempre mais fácil que reagir. E ainda mais simplório dizer que suportes acham isso ou aquilo, mesmo porque muitos suportes são playmakers e jogam proativamente a maior parte do tempo. Neste mesmo tópico tem jogadores main suportes dizendo que acham mais fácil reagir.

 

Vou dar outro exemplo: Leona do time azul coloca o mouse encima do Draven do time vermelho e aperta E. Janna do time vermelho em menos de 1 segundo posiciona e lança um Q no trajeto da Leona, cancelando o engage. Não vejo muitos argumentos pra dizer que a jogada da Leona foi mais difícil do que a da Janna.

 

É tudo bem relativo. Às vezes é mais fácil agir, e outras vezes reagir. Depende dos bonecos e das situações.


Não dá tempo da Janna dar o cast do Q DEPOIS do E da Leona, ou ela se prepara antes ou a única reação que teria é com a Ultimate, e mesmo que fosse o caso do Thresh usando o próprio E pra parar o E da Leona você está levando as coisas pro lado mecânico sendo que a dificuldade agir/reagir se refere ao risco envolvido e o Thresh usando o E ainda é uma PREDIÇÃO porque ele já estava preparado pra um possível E da Leona, REAGIR tão rápido é simplesmente impossível pra um humano

 

De forma geral, a menos que você esteja na desvantagem é muito mais simples jogar reagindo ao que seu oponente faz porque quem precisa gastar os próprios tempos de recarga e se colocar em risco é ele porque ele está invadindo o território que até então é seu...

 

Não adianta você tentar invalidar o que falei acima com situações como a Botlane inimiga pegar lv2 antes e dar engage porque isso se encaixa na parte em que eles tem vantagem. Em um nível de jogo decente é mais fácil jogar errando menos do que acertando mais, por isso jogadas são tão apreciadas no competitivo e por jogar exatamente dessa forma Apdo, considerado o melhor jogador da soloQ, é conhecido...

 

É a mesma coisa em tópicos sobre Suportes serem a role mais fácil, ficam levando tudo pro lado mecânico e criando exemplos pra validar os argumentos sendo que a facilidade da role está na liberdade que eles tem por não serem alvos primários nem PRECISAREM de proatividade pra conseguirem desempenhar sua função (principalmente de enchanters), e isso entra tanto na parte de não precisar farm quanto na parte de depender de outro jogador pra conseguir fazer algo...


1 - Primeira vez na minha vida que vi alguém reclamar de uma argumentação por usar exemplos. Sério mesmo. A dificuldade da role suporte está justamente nas mecânicas. Se você não quiser discutir mecânicas, então nem deveria estar debatendo sobre dificuldade em se jogar de suporte ou não. No mais, em nenhum momento coloquei uma situação em que a bot lane inimiga pega lvl 2 antes. Apenas dei um exemplo simples: uma Leona tentando dar engage numa Janna;


2 - Dá tempo sim. Eu faço isso frequentemente jogando de Janna ou de Thresh. Até eu que sou um reles Ouro dominei essa jogada quando estava afiado de Janna e de Thresh. E olha que estou muito longe de ser um grande jogador de LoL. Suponho que a maioria esmagadora dos main Jannas que sejam Ouro + devem conseguir fazer isso consistentemente;

3 - A dificuldade ser associada totalmente ao risco é uma suposição sua. O risco não é a única variável envolvida na dificuldade. E mesmo dentro do risco existem outras nuances relevantes. A probabilidade de falha é extremamente importante, pra citar uma. O ônus da falha é outra. Por exemplo: que risco o Blitz corre ao errar um puxão, ou um Thresh ao errar um hook? E a Leona? Que risco corre ao errar um engage? Todos eles, ao meu ver, correm o "imenso" risco de investir mana e deixar uma skill em CD por alguns segundos, e não funcionar. Se eles acertarem, grandes chances de kill pro time. Se errarem, o time deles não pega a kill, mas ninguém morre. No caso da Janna, se errar o disengage, provavelmente é morte pra ela ou pra alguém do time dela. Se acertar, não morre, mas também não mata ninguém. Pra mim, é basicamente uma situação de ganhar ou não perder pro engager, e perder ou não perder pro disengager;

4 - Na minha opinião, é bem mais fácil simplesmente chegar e usar minha(s) skill(s) (obviamente uma vez encontrada uma janela de oportunidade), do que ter de ficar atento âs ações do adversário, esperar que ele use a skill, e então usar alguma contramedida de maneira a parar a jogada dele. Quando você é o pró-ativo, você domina os tempos das ações. Claro que o oponente pode te dar outplay em algumas situações, mas essencialmente, quando você é o agressor, você depende "apenas de si mesmo". Obviamente você vai esperar uma situação favorável (como o suporte adversário estar com uma skill em CD). Mas você tendo uma janela de oportunidade, as ações são todas suas. Novamente de Leona, você pode optar por startar o engage com a ult. Pode ir no atirador adversário, ou na Janna. Ou então, você pode startar com o E no atirador adversário ou na Janna. A Janna por outro lado, precisa esperar ver em quem a Leona vai tentar engage, e com qual skill.


Como os suportes peelers estavam realmente OP (assim como os atiradores) até o penúltimo patch, tinha um monte de caras que caíam de suporte no autofill pickavam suportes peelers, pois estavam fortes, ficavam atrás do atirador e do time dando escudo e usando Redenção, e tinham um impacto razoável. Enquanto você mentalizar um suporte reativo como sendo um cara desses, você vai ficar com esse conceito porco.

Eu joguei bastante de suporte, de todos os tipos. Algumas vezes eu era o pró-ativo, (de Leona, Thresh, Alistar, e Morgana, por exemplo), e outras eu era o reativo (de Janna, Lulu, Taric e Nami). Pra mim, cada caso é um caso, mas na maioria das vezes achei mais fácil fazer as plays, estar no controle das ações, começar as jogadas, do que ter de aguardar ver o que meu oponente vai fazer, e então tentar usar alguma contramedida.


@D12@  escreveu:

@Seises@  escreveu:

@D12@  escreveu:
Main Suporte realmente acha que é mais difícil reagir do que ser proativo, rofl

É muito simplório dizer que agir é sempre mais fácil que reagir. E ainda mais simplório dizer que suportes acham isso ou aquilo, mesmo porque muitos suportes são playmakers e jogam proativamente a maior parte do tempo. Neste mesmo tópico tem jogadores main suportes dizendo que acham mais fácil reagir.

 

Vou dar outro exemplo: Leona do time azul coloca o mouse encima do Draven do time vermelho e aperta E. Janna do time vermelho em menos de 1 segundo posiciona e lança um Q no trajeto da Leona, cancelando o engage. Não vejo muitos argumentos pra dizer que a jogada da Leona foi mais difícil do que a da Janna.

 

É tudo bem relativo. Às vezes é mais fácil agir, e outras vezes reagir. Depende dos bonecos e das situações.


Não dá tempo da Janna dar o cast do Q DEPOIS do E da Leona, ou ela se prepara antes ou a única reação que teria é com a Ultimate, e mesmo que fosse o caso do Thresh usando o próprio E pra parar o E da Leona você está levando as coisas pro lado mecânico sendo que a dificuldade agir/reagir se refere ao risco envolvido e o Thresh usando o E ainda é uma PREDIÇÃO porque ele já estava preparado pra um possível E da Leona, REAGIR tão rápido é simplesmente impossível pra um humano

 

De forma geral, a menos que você esteja na desvantagem é muito mais simples jogar reagindo ao que seu oponente faz porque quem precisa gastar os próprios tempos de recarga e se colocar em risco é ele porque ele está invadindo o território que até então é seu...

 

Não adianta você tentar invalidar o que falei acima com situações como a Botlane inimiga pegar lv2 antes e dar engage porque isso se encaixa na parte em que eles tem vantagem. Em um nível de jogo decente é mais fácil jogar errando menos do que acertando mais, por isso jogadas são tão apreciadas no competitivo e por jogar exatamente dessa forma Apdo, considerado o melhor jogador da soloQ, é conhecido...

 

É a mesma coisa em tópicos sobre Suportes serem a role mais fácil, ficam levando tudo pro lado mecânico e criando exemplos pra validar os argumentos sendo que a facilidade da role está na liberdade que eles tem por não serem alvos primários nem PRECISAREM de proatividade pra conseguirem desempenhar sua função (principalmente de enchanters), e isso entra tanto na parte de não precisar farm quanto na parte de depender de outro jogador pra conseguir fazer algo...


Não perde teu tempo argumentando com dois mains janna.