cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 
Highlighted

A mobilidade estragou o LoL?

Ir para a solução

Houve uma época, em que a nova pré temporada era uma das melhores épocas de jogar League of Legends. Ninguém se via atrelado a um conceito do jogo. Eram tempos de pura descoberta e diversão. As pessoas compartiilhavam boas risadas quando as coisas funcionavam, e também quando não. Talvez você se lembre desse momento: 

 

 

 

Esse talvez tenha sido o último em que existia uma coisa saudável no jogo.

 

 

1.1 - O instante

Em algum momento após a season do cachorrinho, League percebeu que jogava uma partida infinita, ou deveria ser: o jogo do balanceamento de classes. A cada patch, ela percebia que alguns campeões não tinham como balancear, ou ela "deletava" do jogo (inviabilidade por muito fraco), ou o campeão era pick ou ban.

 

Exemplos:

:Champion60: :Champion52: :Champion130: :Champion27: :Champion30: :Champion59:

 

Ela percebeu, que a MOBILIDADE era um conceito que impactava mais que as outras no jogo.

 

 

1.2 - A decisão

Certo dia, um locão do super pop chegou com uma "genial" ideia nos porões da rito gomes. Se a gente não consegue balancear o jogo por conta da mobilidade, vamos dar mobilidade pra GERAL.

 

 

1.3 - Primeiras mudanças

Pinstouro na selva para ajudar os campeões sem mobilidade a participar do jogo, com um pouco de mobilidade e informação.

 

 

2.0 - As consequências

 

2.1 - Rip ADCs

Com os junglers mais pistolas do que nunca, extremamente eficientes e presentes, a primeira classe oprimida no jogo foram os ADCs, em especial os imóveis (QUASE TODOS).

 

2.2 Rip lategame

Com os junglers mais pistolas do que nunca, os campeões que precisam crescer sumiram.

 

 

3.0 - O doidão do superpop ataca novamente

Para balancear o jogo, a Riot decidiu adaptar todo o jogo ao novo conceito, ao invés de voltar atrás.

 

 

3.1 - Mudanças em "benefício" de campeões lategame para compensar

 

3.1.1 Mudanças itens AP:

- acabou a tática de guardar mana, vamos encher geral de mana modificando itens;

- cdr? coisa de velho, vamos começar com 40%;

resumo: campeões AP buffados para compensar a força dos campeões móveis.

 

3.1.2 Mudança na aquisição de gold

- Gold dos minions? Vamos tirar um pouquinho até os 10 minutos... MAS VAMOS COMPENSAR COM QUASE O DOBRO AOS 35.

 

3.1.3 Mudança nas torres

- As torres tão caindo muito rápido? Vamos BOTAR ELAS DE PAPEL. Assim, cai de um lado do mapa, mas cai do outro também, a gente acaba "compensando" pro jogo ser balanceado;

 

 

4.0 - O doidão do superpop ataca novamente 2

Temos que botar os ADCs de volta no jogo?! Não, vamos dar uma desculpa e dizer que é nossa estratégia que a bot lane vai ser pra todos os campeões. 4Head

Vamos também botar um critão no primeiro hit pro adc fazer algo antes de ser explodido. 

 

5.0 - Novos campeões?

:Champion11: :Champion24: :Champion105: :Champion56: :Champion9: :Champion39: :Champion46: :champion41::champion57: :Champion106: :Champion85: :Champion16: :Champion127: Kain, Ornn, Zoe, kai'Sa, Pyke

 

Faça uma reflexão você mesmo, dessa lista, quantos são móveis e imóveis? Dos imóveis, quantos são viáveis no meta?

 

5.1 - Rework

Não está convencido? Olha a lista dos últimos updates

 

Nunu, Akali, Aatrox, Irelia, Cho'Gath,Swain,Evelynn,Xin Zhao,Urgot,Galio,Warwick,Shyvana,Yorick,Ryze,Taric,Shen;

 

Quantos e quais desses entraram no meta? Quantos e quais ganharam mobilidade?

 

 

5.2 - Planos futuros

Morgana, Corki, Cho'Gath, Dr. Mundo, Fiddlesticks ,Kennen,Kog'Maw,Nocturne,Mordekaiser,Pantheon,Rammus,Skarner,Shaco,Udyr,Volibear

 

Quantos desses precisam da tal mobilidade pra estar no meta? Quase todos?

 

 

6.0 Resumo e conclusões

 

A mobilidade oprimiu diversos outros conceitos. Como causa poderíamos dizer que ser playmaker é mais impactante comercialmente para a empresa do que um jogo balanceado. Se um campeão não pula paredes, ele foi tornado inviável para o jogo. Um campeão como Mordekaiser, Poppy, Volibear, Olaf, Mundo, Cho, Singed, Trundle... por mais forte que estejam, não conseguem impor pressão de forma tão eficiente como outros.

 

Eu não tenho nada contra campeões móveis, mas o fato é que Lee Sin e Ezreal, e mais recentemente Camille, Kai'Sa, Kayn e Rakan estão SEMPRE, tops na lista de play rate. Citações indiretas a Irelia nova, Le Blanc, novo Aatrox.

 

 

E pra você, a mobilidade (excesso) melhorou ou piorou o jogo?

Tags (1)
79 RESPOSTAS
Highlighted
@SemeadorDaPeste Tá ridículo o snowball desse jogo. Partidas já perdidas em 10 minutos de jogo. 1 invade bem sucedido já é o suficiente pra dar vantagem incontestável e tiltar seus aliados.
Highlighted
Mobilidade é uma coisa muito boa, mas isso se todo mundo tivesse. É impossível usar um mago como Karthus sem scape contra uma Irelia sem ser explodido em segundos, é impossível acertar skillshots se todo mundo fica pulando de um lado pro outro.

Mobilidade tóxica: Yasuo e seu dash cancerigeno, Irelia e seus pulos com redenção pra ficar se curando, W da LB que atravessa paredes, dash do Lucian que permite ele ficar atravessando paredes que nem **cogumelo do teemo** a cada 2 segundos atirando

Mobilidade divertida e balanceada: Kalista e seus dashs com cancelação de animação, Aatrox e seu dash tropeço de posicionamento, shunpo da Katarina que depende de CD e precisa de target, Q da Vayne que permite desviar e fazer um scape
Highlighted
ótimo post
mesmo acreditando q a mobilidade seja uma baita vantagem muitas vezes, acredito q a visão seja o counter dela, deveria haver um novo rebalanceamento nas wards, pra facilitar a visão pois com tanta mobilidade o pick off se tornou o motivo de muitas derrotas na soloq(pra quem assistiu o game rakin, esa e pimp x titan e jovi sabe o quão decisivo foi o pickoff e a falta de visão early do time do Jovi)

pra chegarmos em algo mais "justo" novamente só sendo feito uma releitura do game, e não mudança de setores como é feito hoje
Highlighted
Aronguejo
Aronguejo
E agora?
Como balancear os campeões com mobilidade?
Vamos reworkar uma campeã e fazer com que ela fique forte no early, mid e late game, tenha capacidade de chase e perseguição, dano híbrido, compatibilidade com runas de dano verdadeiro, capaz de mitigar dano, minar o dano e a speed dos inimigos em área e ainda servir pra desengage e uma habilidade de stun!
Highlighted
Aronguejo
Aronguejo

Apesar de eu concordar com seu tópico eu não concordo muito bem com os argumentos. Alguns campeões tem mecânicas interessantes de habilidades que dependem de resets, como a Tristana, Kha'zix e a Katarina por exemplo. A LeBlanc é o campeão que eu acredito ter maior habilidade do jogo, mas a dificuldade de se jogar com ela aumenta conforme o jogo passa. O Lee Sin também por exemplo é bem forte no inicio do jogo e possui muita mecânica, mas conforme o jogo passa também ele cai e é mais difícil de ser bem jogado. Todos estes acredito terem fraquezas claras e uma ideia de recompensa.

O problema do jogo não é necessariamente a mobilidade, mas quando um campeão tem um kit sobrecarregado de habilidades e tem muitas mecânicas para evitar de ser punido, de conseguir entrar na luta, errar tudo e sair facilmente. Um caso gritante é o Jayce: Você estando contra ele com um campeão meele vai tomar harass a distância e quando consegue entrar a corpo a corpo ele te comba e depois empurra dando slow e em todos os momentos do jogo ele é forte. O Ekko consegue errar tudo e se salvar com uma tecla, tem stun, slow, shield. Yasuo tem knock-up, dash e dois shields. Irelia tem infinitos dashes, slow, stun e redução de dano. Rakan tem esteróide de mv speed, charme, shield e 3 mobilidades e cura. E o mais quebrado de todos pra mim: Camille... mobilidade, stun, shield, slow, true dmg, hard engage e uma invulnerabilidade no R, além da mais nova aberração que é a Akali.

Highlighted

@yuyurlz

 

Assim, quando eu criei o tópico, a intenção foi de demonstrar que o conceito de mobilidade está influenciando em tudo no jogo. Não necessariamente casos particulares, até porque, até pra jogar de Lee Sin, Katarina ou Irelia que seja, é óbvio que existem dificuldades.

 

Talvez as pessoas confundam as coisas, eu não quero dizer que ter counter play e mobilidade é um problema. O problema é quando a Riot está mudando todo o jogo, pra adaptar a uma ideia. Essa mudança na minha opinião está descaracterizando um pouco o jogo.

 

 

Highlighted
Arauto
Arauto
Eu só sei que na última vez que joguei contra Akali ela deu um dash que foi tipo da t1 até a t2. Mas fora isso ta de boa.
Highlighted
Com o E+ult+flash+ult ela consegue percorrer uma distancia ate maior eu acho

isso se ela não acertar o E em aguem no finalzinho do recall e usar, ela segue a pessoa ate na base......
Highlighted
Nerfaram a visão?
O único "nerf" na visão que eu me lembro no momento foi quando retiraram a Faca do Rastreador.
A não ser que você conte a remoção da Lente Detectora e o fato de você poder "comprar" a Alteração Oracular (pra mim isso não é um nerf).
E bem, a remoção da Pedra da Visão não é de jeito nenhum um nerf.
Já tomou seu café hoje?
Highlighted
Sim, teve nerf na visão, tanto que foi um dos grandes pontos comentados pelos analistas nos últimos tempos, colocado como um dos motivos pra queda de rendimento dos coreanos, que se aproveitavam muito do sistema de visão antigo, que foi dificultado nos últimos anos.
_______________________
Se o adversário é inferior a ti, então por que brigar? Se o adversário é superior a ti, então por que brigar? Se o adversário é igual a ti, compreenderá o que tu compreendes, então não haverá luta.
Honra não é orgulho, é consciência real do que se possui.
Highlighted

Antigamente até jungler fazia pedra da visão (e não estou falando apenas do Lee), isso foi uma das coisas que morreram com as mudanças que vieram.

_______________________
Se o adversário é inferior a ti, então por que brigar? Se o adversário é superior a ti, então por que brigar? Se o adversário é igual a ti, compreenderá o que tu compreendes, então não haverá luta.
Honra não é orgulho, é consciência real do que se possui.
Highlighted
Eu concordo com você.
A parte mais chata (e desbalanceada, pelo menos na minha opinião) é o baixo CD, como o Q do Kayn que tem um CD baixo se for considerar que é um dash que dá dano 2x e passa por paredes, assim como outros que você já mencionou, como o E do Yasuo e o Q da Irelia, além de outro que (pelo menos eu) acho bem desbalanceado: o pulo da passiva do Rengar, que pode ser usado infinitamente enquanto ele estiver em um arbusto, o que é bem OP em alguns casos (como o Rengar top, por exemplo).
Acho que apenas o E do Talon e a ult da Zoe são realmente balanceados, pois o Talon não pode pular a mesma parede várias vezes por causa do CD, e a ult da Zoe que sempre volta no mesmo lugar (no máximo ajuda a esquivar alguma skill shot momentânea).
Já tomou seu café hoje?
Highlighted

@W4R Ensembl3@  escreveu:
Eu respeito a opinião de todos, mas, quem gosta de muita mobilidade não acha que o jogo nasceu e cresceu com diversos elementos de micro e macro, e que essa mobilidade tirou a importância de alguns desses? Isso não descaracterizou um pouco o jogo?

Quando eu comecei a jogar, eu assistia bastante stream, e via que existia um jogo inteligente nas ações, e eu não percebo tanto isso hoje. O jogo é mais mecânico e menos tático. Você circuitava a jungle na cabeça com um objetivo, alcançar farm e ganks eficientes. Com esse monte de boneco móvel e homeguard, é muito fácil spotar inimigos, invadir... parece que o mapa hoje é bem menor que outrora. Não existe tanto controle de mana, de visão e de objetivos. Level 3~5 tem um campeão nas suas costas, que entrou na sua jungle, farmou 2 campos e te divou. Quem se lembra que até os campos da jungle matava a gente se não tivesse um conhecimento de kiting?!

Não descaracterizou porque essa sempre foi a principal jogada do LoL comparado com o maior concorrente que sempre foi DotA/DotA2, DotA é um jogo "travado" em que as habilidades tem um impacto gigante nos duelos, o jogo não permite que você kite com suavidade nem se movimente com facilidade...

 

Única coisa que aconteceu foi a Riot investir no que deixa o jogo divertido/rápido que são habilidades com CD mais baixo/menor custo e capacidade de outplay geral, hoje em dia ainda existem vários campeões sem mobilidade ou com mobilidade bem limitada que são completamente viáveis, grande parte dos comentários simplesmente lembra de coisas específicas e é incapaz de tirar os "óculos de nostalgia" pra ver o estado real do jogo antigamente

 

Usando próprio op.gg setado pro KR temos no tier 1: Darius/Viktor/Sion/Xin Zhao/Taliyah (ela é muito rápida mas não tem mobilidade alta)/Twisted Fate/Miss Fortune/Sivir/Fiddlesticks/Leona e isso é na região que PRIORIZA campeões que conseguem criar jogadas/abusar de erros (o que é característica de campeões com mobilidade), enfim, ter mobilidade ou não está longe de caracterizar o jogo pra maioria das pessoas nesse tópico porque no fim das contas é notável que campeões SEM mobilidade são mais fortes em Elos mais baixos por serem mais "brutos" pra compensar a falta de capacidade de outplay/segurança que Elos baixos não são capazes de usar bem...

 

Só pra terminar: O jogo parece muito mais mecânico hoje em dia porque o nível geral de todas as regiões aumentou, antigamente nem pensavam em controlar wave, em conciliar os recalls com o tempo certo pra comprar/wardar/tirar visão nem nada disso, hoje em dia até mesmo observando e repetindo até jogadores medianos fazem esse tipo de coisa que era raro até mesmo em Elos mais altos, se duvida simplesmente assista alguns jogos de temporadas antigas do Cblol, as rotações eram demoradas, controle de visão era precário e de wave nem adianta considerar, mas mesmo assim eram os melhores do nosso cenário jogando...

 

 Inclusive uma coisa muito mais impactante que mobilidade que poucas pessoas percebem é que a Riot coloca uma parte muito grande do Kit do campeão em apenas 1 das habilidades básicas, compare Urgot/Aatrox/Irelia/Akali/Camille/Fiora com Jax/Renekton/Olaf por exemplo, os campeões novos tem um spike muito forte no lv5/9 porque é a habilidade principal deles (Q na maioria e E na Camille porque o Q escala com nível/precisa de itens) enquanto Jax tem um spike muito forte no 13 porque a mobilidade aumenta com o Q maximizado e o dano aumenta com o W max no 9, Renekton mesma coisa com o E max no 13, Olaf tem um aumento muito grande no DPS depois de colocar alguns pontos no E etc etc

→Thepgfk←
Highlighted
@Chokkus Não teve nerf na visão? Acho que você entrou no fórum do jogo errado, amigo.
Highlighted
A visão só foi nerfada no competitivo onde a faca do rastreador era escolha única na jungle, na SoloQ poquissimos optavam por ela. De resto colocaram as interações na jungle pra iluminar, o poro fantasma, a ward fantasma, os dois aranguejos, os itens de visões de suportes mais baratos e XP e mais gold por remoção de ward.

A visão foi buffada cara.
Highlighted
@yuyurlz Sim, mas esses buffs vieram após os nerfs da pré-temporada de 2017.
Highlighted

@Mente Maluca

 

Eu nunca me baseei em dota na verdade, não convém o esse binarismo.

 

Eu considero sim que o tal "divertido/rápido" pode ser uma ação estratégica da Riot, porque talvez, seja a real vontade da maioria players que são casuais.

 

Você buscou citar alguns exemplos de campeões para "comprovar" um coisa que eu não disse. O dito aqui é o óbvio, se um campeão tem um kit muito completo, como diversas pessoas citaram nessa postagem, a Riot se vê na posição  de contrabalancear para tentar buscar uma diversidade no jogo. Então se campeões não móveis tem algum rendimento bom, é no mínimo uma justiça.

 

O Darius por exemplo, em questão de dano, acho que é quase unânime que é quebradaço... e que é injusto alterar isso, por conta da sua falta de mobilidade. Mas, se é injusto nerfar o Darius por esse motivo, temos que conver que o assunto é relavente e impacta no jogo, certo?!

 

As coisas que você citou nos últimos 2 parágrafos, eu não concordo com a maioria. A gameplay em time evoluiu sim, mas ninguém inventou a roda nos últimos 2 anos. Controle de wave foi um conceito que eu comecei a ouvir sobre em 2011, e a questão das rotações mais rápidas parece que se encaixa perfeitamente em tudo que eu disse aqui, o jogo é mais rápido, porque a selva é menor. A selva da menos dano no jungler, é mais fácil e rápido spotar o inimigo.

 

Mas como eu disse, se você acha que... quem sou eu pra tentar mudar isso, é a opinião de cada um.

Highlighted
A visão foi bufada em termos, já que quase ninguém pega as runas de visão por existirem outras melhores que dão atributos, isso finalmente vai mudar nas rankeds do ano que vem pelo o que entendi, já que as runas não darão mais atributos dessa forma e seremos livres pra pegar essas outras de utilidade e afins.

Apesar da visão ter sido nerfada de algumas formas, eu prefiro ela hoje em dia justamente porque deixou mais desafiador e criativo o processo de ganhar visão, o problema ao meu ver é que quando um time com champion de mobilidade fica mais a frente, fica muito difícil colocar visão, sendo que é essencial contra esse tipo de time. Com sorte isso vai mudar no ano que vem com as mudanças das runas.
_______________________
Se o adversário é inferior a ti, então por que brigar? Se o adversário é superior a ti, então por que brigar? Se o adversário é igual a ti, compreenderá o que tu compreendes, então não haverá luta.
Honra não é orgulho, é consciência real do que se possui.
Highlighted
"O problema nem e a mobilidade em si, (MAIS) o fato de não haver counterplay..."
dscp, realmente me incomodou, nao pude deixar de avisar.
Highlighted
Arauto
Arauto

Mas antigamente o jogo não tinha um meta e todos sempre pegavam os mais fortes para vencerem, como imagino que naquela época fosse: Veigar, Jax, Master e Fiora. Eu acredito que a Riot esteja querendo deixar o LoL um pouco mais saudável e com mais chances de virada ou vitória, porém eles precisam modificar as coisas, porque se não o jogo ficaria entediante e a maioria das pessoas que dizem "LoL era melhor antigamente" já teriam largado o jogo se ele fosse a mesma coisa todo ano, só lançando skins novas (Sim, essa maioria é hipócrita e só fala isso para dizer que joga a muito tempo, vergonhoso. Não acha?). Imagino que se Riot não mudar o jogo e o meta com o tempo virá um jogo chato, aposto que vocês conheçam alguns jogos que floparam por literalmente atualizar de uma em uma vida e quando implementava algo novo não impactava tanto ao ponto de segurar os jogadores. Em questão de personagens, imagino que quase não tem haver com mobilidade ou dano e sim estratégia pois o jogo não é só dano, dano e pronto existe outros pontos em uma partida que pode fazer você ganhar, como: Avançar uma Lane quando o time inimigo está todo reunido em outra (principalmente no mid) deixando os tanks segurando eles, sempre caçar os personagens que não suportam muito dano, mas quando se reúne com o time inimigo é o que mais podem fazer a diferença (Adc, Suportes como Soraka e Janna, Assasinos), fazer os dragões, Arauto um aliado que pode ajudar muito em uma virada ou atrapalhar demais quando o inimigo pega, visões de mapa se aproveitando do descuido inimigo. Poxa tem vários jeitos de virar uma partida, e personagens com muita mobilidade as vezes são os que menos suportam dano (Kai'Sa, Soraka, Irellia, Taliyah, Ekko, Kayn (Assasino), Zoe, Ezreal, Le Blanc e etc...), tem que parar de focar as coisas erradas como TFs desnecessárias (Vulgo aquele master yi que se joga no meio dos inimigos e culpa o time) ou tentar avançar uma lane que você está vendo que o inimigo está impedindo. Tem que parar de que focar coisas difíceis e prestar atenção nas oportunidades que estão facilmente expostas. E a tradução desta minha resposta é a própria fala do Ezreal (novo): Um caminho conhecido é um caminho chato.

 

"A gente consegue! Bom EU consigo, você só da uma força."- Ezreal.