cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 
Profanne
Aronguejo
Aronguejo

Sobre o "Meta" e os principais problemas da temporada

1. O principal meta atual trouxe alguns problemas, e o maior deles não foi a retirada dos ADCs. Sim, os atiradores estão inviáveis e alguém que tente jogar com uma bot lane tradicional hoje em dia, tem grandes chances de não ser capaz de impactar no jogo. Quando o novo item Stormrazor foi adicionado no PBE, muitos disseram que ele deveria ser apenas para champions ranged, afinal a justifica era de compensar os nerfs da classe de atiradores. O que aconteceu foi que esse item apenas ajudou a acabar de vez com tudo. Poucas semanas depois dos nerfs, campeões que não receberam alteração nenhuma tiveram uma alteração drástica de win rate. Enquanto um nocturne consegue dar instakill em um atk básico com Draktar e Chuva de canivetes, a riot nerfou há pouco tempo os campões de invisibilidade por "não ser possível counterar". O meta atual está cheio de champions que não possuem counter play por literalmente darem insta kill em vários champions e isso traz o desbalanceamento e snowball.

2. Seguindo para a lógica do desbalanceamento, uma das justificativas dos nerfs nos adcs foram "Os adcarrys são muito fortes no early game e com pouca vantagem abrem um snowball fácil em cima do inimigo". Bem, de fato, se uma caitlyn começava na frente com sua lulu do lado, dando mais dano até mesmo que ela, as duas inutilizavam a bot lane inimiga. E logo, ninguém mais conseguia parar. Mas agora, qualquer lane pode transformar o jogo em um snowball irreversível de forma a deixar o jogo chato.

3. As partidas estão cada vez mais rápidas e muito frequentemente, um jogo rápido é um jogo chato. Porque é um stomp. Stomps não são interessantes nem para o time que o está fazendo nem para o que está sofrendo. É como jogar contra bot, você ganha sua lane de forma fácil e o jogo é seu, você está lá só esperando o nexus inimigo explodir. Se você não é aquele com as 20 kills, você já sabe que acabou e o inimigo nem se esforça mais. Não há melhoria, não há macro. Há apenas jogadores com micro super avançados ganhando de outros por causa de um único erro e destruindo a partida.

4. As mudanças se tornaram cada vez mais voltadas a um dano bruto e sem possibilidade de counter play. O ignite tira 20% da vida de qualquer campeão squishy em dano verdadeiro antes do level 10. Dano verdadeiro se tornou comum e ignorar escudo também.

5. O desbalanceamento vem de classes, atiradores estão inviáveis, suportes utility são muito menos efetivos que suportes de dano e a palavra "Tank" já deixou de fazer sentido há muito tempo. Antigamente Mundo era um boneco que ganhava o jogo apenas sendo focado por todo o time inimigo e não morrendo. Hoje em dia ele dá 2000 de dano em 2 segundos e morre em 4. O meta vem sendo voltado para o snowball desde que houveram partidas de 90 minutos na LCK. Depois de dois anos com um meta de tanks e atiradores, agora a terra é dos assassinos e para isso não existe fuga. Um rengar de yoummus, draktar e stormrazor tira 800 de dano só no pulo, antes mesmo de ter os três níveis da ult. Wukong, talon e outros assassinos continuam com uma curvatura de win rate crescente que chega a ser bizarro. Wukong - 57% de win rate no diamante, 55 no platina e ouro, 53 no prata, 54 overall. Letalidade está simplesmente desbalanceada, mas o problema eram os 5 atiradores de crítico (caitlyn, tristana, jinx, ashe e xayah).

6. Enfim o que na minha opinião é o maior problema: a velocidade nas mudanças. A riot anunciou há pouco a mudança no padrão de atualizações e o plano eram "pequenas atualizações em pouco tempo, grandes atualizações em muito tempo". Dentro dessas 'pequenas' atualizações, tivemos a remoção dos suportes utility e de uma classe inteira de bonecos em um intervalo de um mês. Não há como se adaptar ao meta, não há como saber o que está forte ou o que está fraco e logo que descobre, muda. 

7. Terminando com uma síntese de tudo, na minha opinião o pior é a monotonia das partidas. Nunca gostei de snowballs e muito menos de plays como ignite - skill point click - atk basico - kill. Não há o que fazer e não há kiting que te salve de um talon invísivel apertando q - ignite e te matando. As partidas acabam cada vez mais cedo e quando se está perdendo não há vontade de se esforçar mais porque não tem a esperança da virada. Quando se está ganhando é só continuar batendo com a cabeça no teclado e agregando kills no seu score como se fossem minions. 

O meta se diversificou muito, para mim, ficou chato e bruto, para outros, ficou legal jogar league of Super Smash Bros. Minha opinião é que no mínimo as atualizações deveriam ser mais leves e com menos frequência, mudanças sempre foram necessárias para deixar o jogo complexo e competitivo, porém não rápidas a ponto de deixar impossível entender o meta gaming e se adaptar a ele. 

2 RESPOSTAS
Dizzie
Lenda
Lenda

Finalmente uma análise sensada da atual situação do jogo. As partidas estão parecendo partidas de URF, de tão rápidas e com um snowball absurdo. Sobre os personagens com invisibilidade, na minha opinião, deveriam voltar com a pinkward - caso contrário não há counterplay contra eles.

@Dizzie acho que ia perde a ''essência'' dos champ invisível se revelasse eles já que é a características deles, foi tipo a atualização merd do Kayn que revela quando ele vem pela parede, já que era a característica do campeão vim pela parede e pegar de surpresa