cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 

Trindade e ruptor divino

Ir para a solução
Em campeões como nasus, onde posso optar entre trindade e ruptor divino, como sei quando buildar cada um deles?
1 SOLUÇÃO ACEITA

Soluções aceitas
Tapa de Trivela
Aronguejo
Aronguejo

Cara, essa é uma pergunta bem legal de ser feita, parabéns!

Bom, vamos primeiro entender ambos os itens. Fonte da imagem foi o League of Graphs:

itens.png

A grande diferença entre ambos os itens é perceptível quando você junta e compara as informações deles.

Ruptor concede o dobro de vida máxima e NADA de velocidade. Além disso, a Lâmina Arcana dele concede dano baseado na vida do oponente! Logo, pouco importa sua quantidade de AD bruto. Percebe que é um item focado pra itemizações mais parrudas e tanks?

Já a Trindade, concede 35% base velocidade de ataque, mais velocidade por cada item lendário pronto, um pouco de tudo, o Golpe Tríplice que é bem similar à antiga passiva do **bleep**o, além do q sua Lâmina Arcana causa dano baseado na própria quantidade de AD bruto. Percebe que é feita pra itemizações mais voltadas pra dano bruto e trocação de porrada sem perder a amizade?

Então quando fazer uma e quando fazer outra? A ideia é simples. Se seu campeão for um spellblader focado em cair pra dentro do inimigo e ficar trocando porrada com ele sem parar, numa build com itens como Cutelo, Espada do Rei, Sanguinária, Dança da Morte, então a Trindade vai cair como uma luva, já que seu personagem é focado em ter muito AD, cair pra cima batendo e bater bem rápido e sem parar (exemplos disso são Irelia, Vi, Wukong, e assim por diante).

Já se seu campeão for um spellblader focado em uma itemização mais tank ou de posicionamento mais safe com poke e caitback, o Ruptor cai como uma luva, deixando o personagem mais resistente e causando um dano muito maior por cada ataque, mesmo sendo ataques bem mais lentos ou esporádicos, e não tem dependência de buildar itens ofensivos. É um item bom em campeões que buildam coisas como Sterak, Defunto, Semblante...

Então, respondendo finalmente a sua pergunta, quando fazer um ou outro no Nasus?

Vai depender da maneira como VOCÊ joga de Nasus. Se vc curte fazer um Nasus mais agressivo com uma quantidade bruta de AD grande, então a Trindade vai cair bem melhor pra ti.

Já se tu for o cara que builda o Nasus bem tank e causa dano apenas stackando o Q, sem de fato fazer itens de AD, então o Ruptor fica bem melhor. Sacou a ideia?

Ver Resposta em Destaque no post original

9 RESPOSTAS
Tapa de Trivela
Aronguejo
Aronguejo

Cara, essa é uma pergunta bem legal de ser feita, parabéns!

Bom, vamos primeiro entender ambos os itens. Fonte da imagem foi o League of Graphs:

itens.png

A grande diferença entre ambos os itens é perceptível quando você junta e compara as informações deles.

Ruptor concede o dobro de vida máxima e NADA de velocidade. Além disso, a Lâmina Arcana dele concede dano baseado na vida do oponente! Logo, pouco importa sua quantidade de AD bruto. Percebe que é um item focado pra itemizações mais parrudas e tanks?

Já a Trindade, concede 35% base velocidade de ataque, mais velocidade por cada item lendário pronto, um pouco de tudo, o Golpe Tríplice que é bem similar à antiga passiva do **bleep**o, além do q sua Lâmina Arcana causa dano baseado na própria quantidade de AD bruto. Percebe que é feita pra itemizações mais voltadas pra dano bruto e trocação de porrada sem perder a amizade?

Então quando fazer uma e quando fazer outra? A ideia é simples. Se seu campeão for um spellblader focado em cair pra dentro do inimigo e ficar trocando porrada com ele sem parar, numa build com itens como Cutelo, Espada do Rei, Sanguinária, Dança da Morte, então a Trindade vai cair como uma luva, já que seu personagem é focado em ter muito AD, cair pra cima batendo e bater bem rápido e sem parar (exemplos disso são Irelia, Vi, Wukong, e assim por diante).

Já se seu campeão for um spellblader focado em uma itemização mais tank ou de posicionamento mais safe com poke e caitback, o Ruptor cai como uma luva, deixando o personagem mais resistente e causando um dano muito maior por cada ataque, mesmo sendo ataques bem mais lentos ou esporádicos, e não tem dependência de buildar itens ofensivos. É um item bom em campeões que buildam coisas como Sterak, Defunto, Semblante...

Então, respondendo finalmente a sua pergunta, quando fazer um ou outro no Nasus?

Vai depender da maneira como VOCÊ joga de Nasus. Se vc curte fazer um Nasus mais agressivo com uma quantidade bruta de AD grande, então a Trindade vai cair bem melhor pra ti.

Já se tu for o cara que builda o Nasus bem tank e causa dano apenas stackando o Q, sem de fato fazer itens de AD, então o Ruptor fica bem melhor. Sacou a ideia?

Ver Resposta em Destaque no post original

Muito obrigado pela resposta, entendi direito! Apenas mais uma dúvida: vale a pena considerar o fato de o Ruptor Divino (dentro de sua passiva “Lâmina Arcana”) causar dano baseado na vida máxima do alvo quando for decidir o item que deve ser comprado? Logo se eu estiver contra um tank devo priorizar Ruptor? Digamos que eu esteja jogando de Gnar, considerando duas partidas diferentes, em uma delas estou contra um Ornn, já na outra estou contra uma Fiora, isso já seria o suficiente para decidir meu item? Ou é melhor que eu analise meu time para que assim veja se é mais necessário um tank ou algo mais voltado para um lutador?

Mals por ter ficado extenso...
Tapa de Trivela
Aronguejo
Aronguejo

Não tem problema ficar extenso não, o importante é conseguir expressar com clareza as suas ideias! Sempre vamos ler tudo por aqui kkkkk

Então, o caso do Gnar é complicado já que ele não é um spellblader (quem intercala skills com ataques básicos). Ele ficou num limbo esquisito. Não aproveita tão bem da passiva Lâmina Arcana quanto outros campeões, mas também não aproveita tão bem de Hemodrenário ou Quebra-Passos por ser metade do tempo ranged...

Então a galera até tem feito Trindade ou Ruptor nele dependendo da própria intenção de itens. Por exemplo:

Independente se você enfrenta Ornn ou Fiora, se tua intenção é fazer Cutelo, Couraça do Defunto, Sterak e Força da Natureza, o Ruptor vai ficar bem mais legal, pois vai bater bem mais em ambos (tanto no Ornn por ter mais vida máxima, quanto na Fiora, já que você quase não tem AD nessa build). Então tua estratégia vai ser correr até carregar o Defunto, dar um Q e um AA carregado tanto pelo Defunto quanto pelo Ruptor, e dar aquela machucada bruta.

Assim como é independente se tu tiver contra Ornn ou Fiora, você faz Trindade caso pretenda fazer uma build mais bruta, com Cutelo, Espada do Rei, Colhetora e Dança da Morte. Com essa build a tua quantidade de AD é tão grande que mesmo o Ornn sendo tank, o dano bonus da Trindade acaba sendo suficiente pra quebrar as pernas dele, e Cutelo combinado com a Velocidade concedida pela Trindade é mais q suficiente pra derreter qualquer tank.

Então não vai depender mto do seu inimigo, vai depender mais de como vc pretender jogar a match up, se é de forma mais ofensiva ou mais defensiva.

Entendi, valeu pela ajuda!
Seguindo esse pensamento, será que Trindade não seria melhor que Hemodrenário para Riven?
Tapa de Trivela
Aronguejo
Aronguejo

Então, Riven de Trindade não fica ruim, ela abusa bem da Lâmina Arcana...

O ponto negativo da Trindade é dar mto pouco pra Riven o atributo chave da build dela, que é Aceleração de Habilidade.

Riven é um dos poucos campeões ultra dependentes de Aceleração de Habilidade, e o Hemodrenário é o item que MAIS dá Aceleração de Habilidade no jogo. Além de dar uma grande quantidade base, ainda concede mais aceleração por cada item lendário fechado.

Então no fim das contas, o Hemodrenário faz com que a Riven combe muito mais vezes os inimigos durante uma fight que a Trindade. E com isso, ela consegue distribuir toneladas de dano a mais.

Mas é só por isso msm, é pela dependência que Riven tem de Aceleração de Habilidade.

Mas Trindade não fica ruim não kkk experimenta qualquer hora, me diz o que achou

Blz, vlw dnv kkk
E com relação a Camille, quando entro no OP.GG tem a build mais jogada sendo trindade, Hydra titânica, sterak e dança da morte. Porém, outra bastante usada é trocando a trindade pelo ruptor. Quando fazer um e quando fazer outro?
Tapa de Trivela
Aronguejo
Aronguejo

@RBMK12 caraca, muito legal essa pergunta, desculpe a demora em responder, acabei ficando atolado de trabalho!

Então, eu nunca entendi a lógica da diferença entre esses dois itens especificamente na Camille. Vou primeiro explicar a ideia, depois digo pq ignorar kkkk

Na prática, a ideia é a mesma de cima, o Ruptor dá passivamente penetração de armadura bonus e a lâmina arcana dele bate baseado na vida do Oponente! Logo, salta aos olhos buildar o Ruptor quando existem muitos tanks no time inimigo ou a rota não for favorável pra você.

A Trindade dá velocidade de ataque bonus passivamente e a lâmina arcana bate baseado na tua quantidade total de AD. Logo, é ótimo quando o time inimigo tem muita gente papel ou você tem vantagem na rota...

Mas isso não necessariamente se aplica à Camille especificamente kkkkkkk

Pouco importa se você está contra tanks, Camille bate dano real com o Q, o que tira totalmente a necessidade de um item que bate baseado na vida do inimigo. E com velocidade de ataque você reativa o Q bem mais rápido (ele é ativação por auto-ataque). Logo, com Trindade (que também garante um pouco de Aceleração de Habilidade), você reativa o true damage com bastante frequência, tornando a lâmina arcana do Ruptor irrelevante para bater em tanks!

Então, no geral, a Trindade fica com uma sintonia maior com a mecânica dela (não é atoa que é o item mais feito), mas isso não torna o Ruptor ruim. A escolha de fazer um ou fazer outro é muito mais por gosto pessoal do que por estratégia. Você vai perceber que vão ter jogadores que fazem ambos os itens contra todas as match ups kkkk então não tem nenhuma vantagem estratégica que se justifique, apenas gosto pessoal mesmo.