cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 
Arauto
Arauto

Conto: O bote da serpente é sempre inesperado (+14 anos)

Traição. Desespero. Sufocamento. Sofrimento. Escuridão...

 

Acordo aos gritos de um pesadelo tão real quanto o último de algumas semanas atrás,

Me sinto preocupada ao saber que os meus sonhos á algum tempo são sempre realizados,

E que neste havia sentimentos negativos tão concretos que tenho medo dele acontecer,

O medo toma conta de mim por alguns segundos e me sinto muito fragilizada.

 

"- Você está bem, amor?!", grita o meu namorado, tocando no meu braço com certa preocupação,

"- Sim, não foi nada...", e ainda digo isto pegando com certa força em meu braço,

"- Entendi, você sonhou com alguma coisa ruim?", ele continua com os olhares em mim,

"- Não, apenas tomei um susto com as goteiras...", falo enquanto disfarço o meu pavor, e então dormimos...

 

Quando acordamos, nós começamos a colocar as nossas roupas rapidamente e ir aos nossos trabalhos,

Afinal, viemos de famílias pobres e precisávamos trabalhar muito para nos sustentar,

James trabalha como um operário em uma fábrica próxima da cidade, onde o seu pai também trabalha,

Enquanto eu era uma freira, meus pais eram muito religiosos e queriam que eu seguisse o caminho de Deus.

 

Todos os dias, nós temos que sair em horários diferentes e não sermos vistos próximos,

Pois os meus pais e minha religião não me permitiriam que eu tivesse um namorado, o qual nos amamos tanto,

Ele foi na frente, esperei 20 minutos eu saí, e no meio do caminho eu encontrei o Carlos,

"- Como você vai, doçura?", ele diz em tom de malícia, e respondo "- Eu vou bem, amargura".

 

Carlos e eu somos vizinhos e nos conhecemos desde crianças, e a gente se dava muito bem,

Mas após algum tempo, ele passou a fazer vários tipos de pecados, de roubar até trair as suas namoradas,

E quando alcançamos a juventude, ele começou a tentar me paquerar e me convencer a sair com ele,

Mas eu sei que ele não seria inocente o suficiente em só me pedir para sair, eu sabia que ele quer algo a mais.

 

Após passar a tarde na igreja e participar de uma missa, eu volto para a casa de tardinha,

Em uma esquina para casa, eu encontro Carlos em um bar, chorando e bebendo como um condenado,

Eu sabia que ele não era alguém que eu devia ir me relacionar, mas senti pena e fui naquele lugar conversar com ele,

E foi quando eu dei o primeiro passo no bar que eu senti que fiz algo errado, mas deixei para lá e sentei ao lado dele:

 

"- Porque você está assim Carlos? Você está bem?", falo de forma baixa e sossegada, tentando o acalmar,

"- Claro que estou bem! Eu estou cheio de dívidas e meus pais me deixaram na mer**!", ele continua:

"- Eu nunca fiquei com sorte nessa vida! Desde que eu nasci, só aconteceu bos** para mim!",

"- E o pior que eu nunca tento melhora- *hic!*", disse ele de forma embriagada enquanto chora.

 

"- Calma, está tudo bem, acredito que um dia Deus lhe possa dar o perdão e você possa melhorar na vid-"

"- Deus não iria dar o perdão para um canal** como eu!!! Acho que nem ele iria me perdoa pelo o que fiz..."

"- Tenha calma! Deus perdoa todos àqueles que se arrependem, se você se arrepender, ele lhe dará outra chance!"

"- *Sniff Sniff* Muito obrigado, você me fez me sentir melhor, como esperado de uma freira como voc- *hic hic!*"

 

Eu e ele rimos, e então ele fala se ele poderia me recompensar com uma cerveja, e então eu falo:

"- Eu não posso beber, um suco já serve", respondo com certa alegria,

"- Está be- *hic!*, garçom! Traga o melhor suco que você tiver para esta magnífica senhori-*hic!*",

Quase rio da situação do coitadinho, mas então percebo que Carlos colocou algo na bebida antes de me entregar.

 

"- O que é isso que você colocou no suco, Carlos?", digo com um tom de suspeita,

"- *hic!" Isso é só um pouco de açúcar que eu coloquei, é que o gar- *hic!* faz o suco sem colocar nada"

Mesmo tendo uma leve impressão de que não era açúcar, eu e ele bebemos e conversamos um pouco,

Até que no meio da conversa, eu comecei a me sentir tonta e ter pequenas alucinações, e então eu caí no chão...

 

Quando acordei, senti que estava debaixo de cobertores e percebi que não acordei na minha casa,

Olhando pela janela, eu vi que eu estava no meio de uma floresta,  e que provavelmente eu estava longe de casa,

Antes de eu começar a surtar, eu percebi que Carlos também estava aqui, e ficou me olhando em malícia,

Quando eu ia reclamar com ele, eu percebi que tinha sangue em minhas pernas...

 

E percebi que esse sangue era no final, o meu sangue...

 

Quando percebi o que tinha acontecido, eu dei um tapa nele e disse que eu não devia ter caído na conversa dele,

Então ele revida e dá um tapa bem forte em mim, e tentando me imobilizar, enquanto falava no meu ouvido:

"- Eu sabia que aquela droga iria funcionar! Você gostou do que houve? D-o-ç-u-r-a? *lick!*"

Com muita raiva e desespero, acabo espancado o rosto dele e o desmaio, e fujo daquele casebre para a minha casa.

 

Chegando na minha casa, eu vejo uma pequena multidão enfurecida, com tochas e forcados,

Enquanto me aproximava lentamente e confusa para ali, eu percebo que fiz outro erro que devia ter percebido:

Eu estava com o sangue em minhas pernas, e quando as pessoas me viram, me olharam com desprezo, e diziam:

"- Sua infiel", "- Sua bruxa!", "- Sua Herege!" e afins para mim, enquanto me levaram à força até a igreja.

 

Era o que eu pensava, mas acabaram me levando até a Santa Inquisição, e comecei a chorar:

"- Eu não fiz na-nada de errado! Eu fui sempre devota à igreja! Por favor, não me punam!"

Então chega o meu namorado James, na minha frente, olhando para mim, então grito para ele:

"- JAMES!" e então ele me dá um grande tapa em minha cara, enquanto olhava para mim com desprezo.

 

"- PORQUE VOCÊ ME TRAIU, MARY?! EU ACHEI QUE VOCÊ ME AMAVA! SUA P***!!!", fala James, furiosamente para mim,

"- Amor, eu nunca te traí! Como você chegou em uma conclusão dessas?!"

E com certa raiva, ele aponta para atrás de mim, e vejo dois homens segurando alguém na multidão,

E então vi que aquilo seria o meu fim: eles estavam levando Carlos, todo confuso, até mim.

 

"- É verdade que vocês fizeram... AQUILO, naquele casebre?! ME RESPONDE",

"- É claro que não! Eu nunca sairia com um homem dess-", e Carlos me interrompe,

"- Calma doçura, não precisa falar assim comigo não! E sim, nós fizemos "aquilo"...

Foi então que percebo que aquele pesadelo estava se tornando real, e saberia o que aconteceria.

 

E quando vi que James iria pegar algo no bolso, já sabia que aquilo era o meu fim, e então eu suplicava:

"- Por favor James! Você sabe que eu nunca faria algo assim!", falo isso enquanto pego no braço dele,

Mas então ele me empurra para longe com força e me joga no chão, e coloca a mão em seu bolso,

Então eu penso em correr dalí, mas a multidão furiosa fez um círculo em mim, e não me deixaria escapar.

 

Então eu me viro chorando e com desespero para ele, e falo:

"- *sniff sniff*, por favor, não atire em mim, eu lhe implo- *BANG*"

A bala perfurou em meu peito, e sentia o meu fluído vital saindo de meu corpo,

Começo a sentir uma fraqueza enquanto caía ao chão, e tento me levantar, mas não consigo.

 

Sinto uma grande falta de ar, como se eu estivesse me afundando no mar, e meus músculos não respondem,

Enquanto olho para aquela multidão, com olhares odiosos e de felicidades, ao me verem perecer,

E James olha para mim, apontando o revólver em minha cara, e diz:

"- me desculpa, Mary, tinha que ser assim, saiba que..." e ele se abaixa no meu ouvido e termina:

 

                                                                              E-u a-i-n-d-a t-e a-m-o"

                                                                                          *BANG!*

 

Traição. Desespero. Sufocamento. Sofrimento. Escuridão...

 

Vingança...

Yo
7 RESPOSTAS
Highlighted
Tropa
Tropa

Continue assim, um conto que me prendeu do começo ao fim.
Highlighted

@Hulhan Obrigado!!! :^D
Yo
Highlighted

Alem de RPG maker ainda é escritor,ai sim em ainda bem que alguem cultural como voce ta no 4UM
Highlighted

@LokaoPresidente Muito obrigado! xD

Na verdade, essa história é parte do jogo... (PLOT TWIST).
Yo
Highlighted

(PogChamp) (LUL)
Highlighted
Aronguejo
Aronguejo

vai ter mais ?
Highlighted

@Pain Rookie Vai sim! :^)
Yo