cancelar
Showing results for 
Search instead for 
Do you mean 
Ikiro
Tropa
Tropa

O TFT tem um problema peculiar

O problema é:

O meta do TFT muda de maneira frenética!

 

E o que penso sobre isto?

Isso é bom pois deixa o jogo hiper mega over dinâmico.

Porém, também tem seu contras pois a competitividade e a facilidade de se copiar estratégias que estão fortes (por meio de diversas mídias como streams, sites e etc) deixa o jogo rapidamente desbalanceado de certa forma.

Desbalanceado pois todos querem jogar e abusar com o que está forte justamente por isso que acelera o meta.

 

O que penso como solução disso?

Sempre haverá composições e campeões acima da média sendo impossível deixar tudo perfeitamente balanceado.

Neste ponto tenho que admitir que estas atualizações semanais foram muito precisas da Riot para deixar as coisas divertidas.

Porém, parece que a Riot não vai mais realizar atualizações semanais. Então certas coisas desbalanceadas durarão mais tempo para serem ajustadas e espero que isto não deixe o jogo monótono sempre com quem está abusando de estratégias fortes tirando vantagem desleal de outras estratégias (exemplo nobres no patch passado que era muito chato de se jogar contra).

Pelo menos para mim, os dias que foram mais divertidos jogando foram os que os patchs foram recém lançados e fica mais divertido ver as pessoas tentando coisas diferentes e não necessáriamente forçando o que está forte.

4 RESPOSTAS
Draicker
Lenda
Lenda

Concordo contigo, mas de certa forma ter patches só de 2 em 2 semanas faz vc conseguir se adaptar melhor, mas o problema é como vc disse pode ficar monótomo e ter muitos campeões desbalanceados por mais tempo.
Kiruki
Arauto
Arauto

Ué.
Mas o objetivo do TFT não é te forçar a fazer uma comp; é fazer você montar uma composição com as peças que o jogo te dá.
Se você força uma tática, tudo bem; é uma estratégia, mas pode funcionar ou não.

Além disso, ele não muda com frequência; ele muda de 2 em 2 semanas que, pra quem jogar ranqueadas seriamente; é um bom tempo para ter uma repaginada no meta. Além disso, semanalmente tem ajustes mas que não muda muito coisa no meta em si.

E realmente, forçar meta existe; mas é uma estratégia. Mas também há situações aonde o jogo decide por você. Só hoje eu já fiz Yordles, Blademaster, Nobres, Feiticeiros, Elementaristas, Demônios e Patrulheiros. E sempre com mudanças de itens e carry.

Ou seja, o jogo tem diversividade de composições, basta o jogador saber ver os caminhos.


@Kiruki  escreveu:
Ou seja, o jogo tem diversividade de composições, basta o jogador saber ver os caminhos.

Obs: Gnar estava com item Darkin, logo eu tinha 4 demônios (GNAR DEMÔNIO CONFIRMADO)

 

Tipo, olha essa composição que eu fiz.

Eu não pensei em meta ou num plano que eu ia fazer isso.

Eu fui jogando, veio essas peças e formou isso.

Isso que é o TFT.

Você não saber qual comp virá pra você.

TFT é você ver peças soltas aleatórias e espalhadas, conseguir formar algo funcional com elas, e isso ser sua composição que levará a vitória na partida.

 

E mais uma coisa, pra provar que TFT é adaptação, segue a lista dos itens que eu tinha na partida.

 

Swain:
Morellonomicon + Faca de Statikk + Arauto de Zeke

 

Aurelion Sol 2 Estelas:
Lâmina da Fúria de Guinsoo

 

Gnar 2 Estrelas:
Garra do Dragão + Darkin + Armadura de Espinhos

 

Morgana 1 Estrela:
Redenção

 

Rapaz. Gostei dessa cor. Irei usá-la mais vezes.

Vc fala de o jogo tem diversividade de composições e posta uma imagem de todo mundo indo para demon ta certo